DENSIDADE E USO DE RECURSOS POR VEADO-CAMPEIRO (Ozotoceros bezoarticus) EM TRÊS PAISAGENS DIFERENTES NO PANTANAL, MS

Marcelle Aiza Tomas, Walfrido Moraes Tomas, Flávio Henrique Guimarães Rodrigues

Abstract


O veado-campeiro, Ozotoceros bezoarticus, é um cervídeo que está listado como Quase Ameaçado pela IUCN. Não se sabe qual o efeito da substituição das paisagens naturais por pastagens cultivadas com espécies exóticas sobre a população de veado-campeiro no Pantanal. Os objetivos do presente estudo foram verificar as diferenças na diversidade e disponibilidade de espécies forrageiras na variação da seleção de recursos alimentares, na amplitude do nicho alimentar, na densidade de indivíduos de veado-campeiro e na concentração dos pontos de forrageio de veado-campeiro, em três paisagens diferentes no Pantanal, incluindo áreas de pastagem cultivada. Entre setembro de 2009 e outubro de 2010, sessenta indivíduos de veados-campeiros foram capturados, marcados e acompanhados. Foram comparados a disponibilidade de espécies vegetais e os

índices de diversidade de Shannon-Wiener (H') e de Dominância (d). A variação na composição da dieta de veado-campeiro foi estudada através de exames de sítios de alimentação. A preferência de espécies vegetais foi estimada através de uma função de seleção de recurso e um índice de seleção padronizado. As densidades de veado-campeiro foram estimadas utilizando-se o método de amostragem de distâncias. Todos os pontos de localização foram examinados para avaliar a agregação em áreas de alimentação de três indivíduos sorteados de cada paisagem. A paisagem dominada por cerrado apresentou maior diversidade de espécies, enquanto a área de pastagem cultivada maior índice de dominância. A amplitude do nicho alimentar foi maior nos campos de vazante e menor no cerrado.A densidade de indivíduos em habitats abertos foi 5,77 À 1,36 indivíduos/km² no cerrado, 5,45 À 1,16 indivíduos/km² nos campos de vazante e 5,97 À 1,12 indivíduos/km² na pastagem cultivada. A agregação média foi de 4,86 À 1,96 para pastagem cultivada, 2,65 À 1,30 para campos de vazante e 2,36 À 1,14 para cerrado, com diferenças significativas entre as paisagens naturais e a pastagem cultivada. O presente estudo mostrou que mesmo em habitats dominados por gramíneas exóticas, pequenas manchas de vegetação nativa são capazes de agregar os indivíduos, indicando que há uma preferência por recursos forrageiros nativ


Keywords


Amostragem de distâncias; dieta; pastagem cultivada; sítio de alimentação

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


 SCImago Journal & Country Rank