O GÊNERO EPISTOLAR E A VIDA COTIDIANA NO EGITO ANTIGO: CONTRIBUIÇÕES DE CIRO FLAMARION CARDOSO E YAROSLAV CERNY

Autores

  • Margaret Marchiori Bakos Profª. Drª. da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

DOI:

https://doi.org/10.26770/phoinix.v21.1.n2

Palavras-chave:

Egiptologia, Deir El Medina, Jaroslav Cerny, epistolografia, Ciro Flamarion Cardoso.

Resumo

Um dos mais importantes trabalhos de Ciro Flamarion Cardoso, professor de História Antiga da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foi sua tese intitulada Hekanakht: pujança passageira do privado no Egito antigo. O presente artigo, além de situar essa tese e analisar sua metodologia, ainda revela seu pioneirismo ao escolher tal corpus documental constituído por “escritas de si”. As fontes e a análise de Ciro são valorizadas, de forma indireta, à luz de textos da lavra de Yaroslav Cerny (1898-1970). O artigo relata também a descoberta feita por Cerny de um grafite de um escriba. A partir desse achado, o autor descobriu, traduziu e transliterou dezenas de outros documentos e construiu a genealogia e o contexto de vida de Dhutmose, escriba do período de Ramsés XI (± 1085-1070 a.C.). Tais feitos tornaram Yaroslav Cerny um dos maiores egiptólogos da modernidade, mentor supremo dos estudos de epistolografia do Egito Antigo.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

BAKOS, Margaret Marchiori. O GÊNERO EPISTOLAR E A VIDA COTIDIANA NO EGITO ANTIGO: CONTRIBUIÇÕES DE CIRO FLAMARION CARDOSO E YAROSLAV CERNY. PHOÎNIX, [S. l.], v. 21, n. 1, p. 27–43, 2020. DOI: 10.26770/phoinix.v21.1.n2. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/33061. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos