A BELA MORTE FEMININA ALÉM DO PARTO: UM ESTUDO SOBRE AS HEROÍNAS DE EURÍPIDES

Fábio de Souza Lessa, Bruna Moraes da Silva

Resumo


Propomos, no presente artigo, analisar a morte heroica de duas personagens presentes nas tragédias de Eurípides: Alceste e Ifigênia. Objetivamos tanto evidenciar como o fim da vida dessas mulheres representa uma bela morte – tipologia tanática usualmente conectada ao universo masculino guerreiro ou ao falecimento feminino no parto – quanto investigar a intencionalidade do tragediógrafo ao representar este discurso.


Palavras-chave


Eurípides; bela morte; feminino; heroínas; Análise de Discurso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26770/1413-5787_20-1_5

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Fábio de Souza Lessa, Bruna Moraes da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

INDEXADA POR

 
 
 
 
 

INSTITUCIONAL

Laboratório de História Antiga - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Largo de São Francisco, nº 1, sala 211 A - Centro, Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20051070 | Tel: +55 (21) 22210341, ramal 205 | www.lhia.historia.ufrj.br - laboratoriodehistoriaantiga@gmail.com