A BELA MORTE FEMININA ALÉM DO PARTO: UM ESTUDO SOBRE AS HEROÍNAS DE EURÍPIDES

Autores

  • Fábio de Souza Lessa Professor associado de História Antiga do Instituto de História (IH) e do Programa de Pós-graduação em História Comparada (PPGHC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). https://orcid.org/0000-0002-4829-6651
  • Bruna Moraes da Silva Aluna de mestrado do Programa de Pós-graduação em História Comparada (PPGHC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

DOI:

https://doi.org/10.26770/1413-5787_20-1_5

Palavras-chave:

Eurípides, bela morte, feminino, heroínas, Análise de Discurso.

Resumo

Propomos, no presente artigo, analisar a morte heroica de duas personagens presentes nas tragédias de Eurípides: Alceste e Ifigênia. Objetivamos tanto evidenciar como o fim da vida dessas mulheres representa uma bela morte – tipologia tanática usualmente conectada ao universo masculino guerreiro ou ao falecimento feminino no parto – quanto investigar a intencionalidade do tragediógrafo ao representar este discurso.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

LESSA, Fábio de Souza; SILVA, Bruna Moraes da. A BELA MORTE FEMININA ALÉM DO PARTO: UM ESTUDO SOBRE AS HEROÍNAS DE EURÍPIDES. PHOÎNIX, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 59–80, 2020. DOI: 10.26770/1413-5787_20-1_5. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/33093. Acesso em: 12 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos