A influência de grupos de promoção de saúde no envelhecimento de idosos / The influence of health promotion groups on elderly age

Tiago Santos Leles, Michelle Menezes Carlos, Grasielle Silveira Paulin

Resumo


Introdução: Com o crescimento significativo de idosos, é necessário o aprimoramento de políticas públicas que propiciem a promoção de saúde e a prevenção de doenças. A proposta do grupo de promoção de saúde surge como uma estratégia no processo do envelhecimento com o objetivo de garantir qualidade de vida na velhice. Constitui-se como uma iniciativa de atuação interdisciplinar. Objetivo: Compreender a importância dos papéis ocupacionais e do apoio social dos idosos que participam dos grupos de promoção de saúde oferecidos por um Centro de Convivência de uma cidade administrativa do Distrito Federal. Métodos: Trata-se de uma pesquisa do tipo qualitativa de caráter descritivo-exploratório, com análise da técnica do discurso do sujeito coletivo. A pesquisa foi realizada em um Centro de Convivência de uma cidade administrativa do Distrito Federal. Para a coleta de dados, utilizaram-se dois instrumentos: a Lista de Identificação de Papéis Ocupacionais e o Diagrama de Escolta. Resultados e Discussão: Foi possível compreender que os grupos de promoção de saúde contribuíram na ampliação da rede de apoio social dos idosos, na criação de novos laços de amizade que fortaleceram os papéis ocupacionais contribuindo para o engajamento em atividades e evitando o isolamento. Conclusão: Conclui-se que os grupos de promoção à saúde do Centro de Convivência tornaram-se um forte incentivador para a ampliação da rede de apoio social e dos papéis ocupacionais, tendo uma grande influência sobre o bem-estar físico, emocional e psicológico dos idosos participantes do estudo.

 

Abstract

Introduction: With the significant growth of the elderly, it is necessary to improve public policies that promote health promotion and disease prevention. The proposal of the health promotion group is presented as a proposal to guarantee quality of life in old age, an initiative of interdisciplinary action, which emerged as a strategy in the aging process. Aims: To understand the importance of the occupational roles and the social support of the elderly people who participate in the health promotion groups offered by a Centro Convivência of an administrative city of the Federal District.Methods: It is a qualitative research of descriptive-exploratory character, with analysis of the discourse technique of the collective subject. The research was carried out in a Coexistence Center of an administrative city of the Federal District. Two instruments, the Occupational Identification List and the Escort Diagram, were used for data collection.Results and Discussion: It was possible to understand that the health promotion groups contributed to the expansion of the social support network of the elderly, the creation of new bonds of friendship that strengthened the occupational roles contributing to the engagement in activities and avoiding isolation. Conclusion: It was concluded that the health promotion groups of the Coexistence Center, have become a strong incentive for expanding the social support network and occupational roles, being a great influence for the physical, emotional and psychological well-being of the study.


Keyword: Aging; Social participation; Social net work; Occupational therapy; Socialization.


Palavras-chave


Emvelhecimento; Participação social; Redes sociais; Terapia ocupacional; Socialização; Terapia ocupacional; Velhice.

Texto completo:

PDF

Referências


Freitas, c.a.s.l. et al. Evidências de ações de enfermagem em promoção da saúde para um envelhecimento ativo: revisão integrativa. Estudos interdisciplinares sobre o envelhecimento, porto alegre, outubro, 2010. p. 265-277.

Assis, m.; Pacheco, l.c. & Menezes, i.s. Repercussões de uma experiência de promoção da saúde no envelhecimento: análise preliminar a partir das percepções dos idosos. Textos sobre envelhecimento, rio de janeiro, 2002. p. 30-48.

Pena, f.b.; Santo, f.h.e. O movimento das emoções na vida dos idosos: um estudo com um grupo da terceira idade. Revista eletrônica de enfermagem, goiânia, abril, 2006. v.8, n.1, p.17--24.

Santos, l.m. et. al. Grupos de promoção à saúde no desenvolvimento da autonomia, condições de vida e saúde. Revista de saúde pública, são paulo, abr, 2006. v.40, n.2, p. 346-352.

Mcdowel i. Newell, c. Measuringhealth: a guideto rating scalesandquestionnaires. O journal of the Canadian Chiropractic Association, 2ª ed. new york: oxford university press, dec, 1996.

Kahn r.l, Antonucci t.c. Convoys over thelifecourse: attachment, roles and social support. in: baltes pb, brim og, editors. life - spand evelop mentand behavior. new york: academic press, fev, 2014. 54 (1): 82-92.

Martins r.m.l. A relevância do apoio social na velhice. Revista do Instituto Superior Politécnico de Viseu. Millenium online [periódico na Internet]. 2005 [acesso em 22 set 2017. Disponível em: http://www.ipv.pt/millenium/millenium31/9.pdf.

Hocking c, Whiteford g.e. Inter duction tocritical perspective.in occupational sciense. in.: hocking c, whiteford ge. occupational science: society, inclusion, participation. Oxford: willey black weel; 2012.

Minayo, m. c. s. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. petrópolis: vozes, 2001.

Lefevre f, Lefevre. a.m.c. Pesquisa de representação social. um enfoque qualiquantitativo. brasilia (df): liberlivro, 2012.

Santi, a; Mariotti, m.c; Cordeiro,j.r. Lista de identificação de papéis ocupacionais em um centro de tratamento de hemodiálise: contribuições para a intervenção de terapia ocupacional - estudo piloto. Rev. ter. ocup. univ. são paulo, set/dez, 2012. v.23, n.3, p. 289-96.

Antonucci tc, akiyama h. social networks in adult life and a preliminar examination of the convoy model. Journal gerontol, Sep, 1987 42 (5): 519-27.

Pinheiro, m.c.p.c, Koller, s. h., Novo, r., Sánchez, p.s. Adaptationand use of a social support network measureto a sample of Brazilian older persons. Universitas psychologica, april, 2008, p.493-505.

Teixeira, s.m. Lazer e tempo livre na “terceira idade”: potencialidades e limites no trabalho social com idosos. Revista kairós gerontologia, são Paulo, dez, 2007. 10(2), p.169-188.

Nadai, a. Programa de atividade física e terceira idade. Revista motriz, rio claro, dezembro, 1995. v.1, n.2, p. 120-123.

Isayama, h. f.; Gomes, c. l. Lazer e as fases da vida. in: marcellino, n. c. (org.). lazer e sociedade: múltiplas relações. Campinas: alínea, 2008. p. 156-174

Beehr, t.a., Nair, v.n., Gudanowski, d.m. & Such, m. Perception sofreaso for promotion of self andothers. Humanrelations, april, 2004 .57, p.413 - 438.

Faquinello p, Marcon ss. Friends and neighbors: an active social net work for adult a derly hypertensive individuals. Rev enferm usp. são paulo, march, 2011 .45(6) p.1345-52.

Fonseca, i.s.s; Moura, s.b. Apoio social, saúde e trabalho: uma breve revisão. Psicologia para américa latina. méxico, dez, 2008. n. 15, p. 0-0.

Brito, r. c.; Koller, s. h. Desenvolvimento humano e redes de apoio social e afetivo. in: carvalho, a.m (org.). o mundo social da criança: natureza e cultura em ação. casa do psicólogo, são Paulo, 1999.

Faquinello p, Marcon ss. Friends and neighbors: an active social net work for adult a derly hypertensive individuals. Rev enferm usp. são paulo, march, 2011 .45(6) p.1345-52.

Branholm, i. b.; Fugl-meyer, a. r. On non-workactivitypreferences: relationshipwithoccupational roles. Disabilityandrehabilitation, london, sep, 1994. v. 16, n. 4, p. 205-216.

Cruz, d.m.c; Emmel, m.l.g. Papéis ocupacionais de pessoas com deficiências físicas: diferenças de gênero e ciclos de desenvolvimento. Revista baiana de terapia ocupacional, salvador, dez, 2012. v. 1, n. 1, p 04-24.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

      

       

    Resultado de imagem para REDIB