Cotidianidades frente ao coronavírus em uma resiência em saúde: possibilidades construídas junto a terapeutas ocupacionais/“Quotidianity” in the face of the coronavirus in a health residence: possibilities built with occupational therapists

Erickson Franklin dos Santos Miranda, Luanna Bettina de Souza Santos, Janyne Marinho dos Santos, Priscilla Viégas Barreto de Oliveira

Resumo


O novo coronavírus coloca o Brasil, país com grandes desigualdades sociais, em um contexto de incertezas no enfrentamento durante e pós-pandemia. A formação em serviço nesse contexto tem grande relevância na garantia da atenção integral à saúde viabilizada por projetos de intervenção baseados em análise da situação de saúde, com olhar multiprofissional e interdisciplinar, de forma a atender às necessidades sociais e epidemiológicas da população. Nesse relato é problematizado o potencial positivo e negativo das atividades cotidianas, a partir da cartilha “Orientações, atividades e rotinas para toda a família no período de afastamento social devido a transmissão do coronavírus (Covid-19)”.

 

Abstract

The new coronavirus places Brazil, a country with great social inequalities, in a context of uncertainties in the confrontation during and after the pandemic. In-service forming in this context has great relevance in guaranteeing comprehensive health care made possible by intervention projects based on analysis of the health situation, with a multidisciplinary and interdisciplinary perspective, in order to meet the social and epidemiological needs of the population. In this report, the positive and negative potential of daily activities is problematized, based on the booklet “Guidelines, activities and routines for the whole family during the period of social withdrawal due to the transmission of the coronavirus (Covid-19)”.

Key words: Coronavirus, Cotidianity, Health Residence, Occupational Therapy.

 

Resumen

El nuevo coronavirus coloca a Brasil, un país con grandes desigualdades sociales, en un contexto de incertidumbres en la confrontación durante y después de la pandemia. La capacitación en el servicio en este contexto tiene una gran relevancia para garantizar la atención integral de la salud hecha posible mediante proyectos de intervención basados en el análisis de la situación de la salud, con una perspectiva multidisciplinaria e interdisciplinaria, con el fin de satisfacer las necesidades sociales y epidemiológicas de la población. En este informe, el potencial positivo y negativo de las actividades diarias se problematiza, según el folleto "Directrices, actividades y rutinas para toda la familia durante el período de abstinencia social debido a la transmisión del coronavirus (Covid-19)".

Palabras clave: Coronavirus, Cotidianidad, Residencia de salud, Terapia ocupacional.

 


Palavras-chave


Coronavírus; Cotidianidade; Residência em Saúde; Terapia Ocupacional

Texto completo:

PDF

Referências


Pinho J. (2020). Coronavírus nas favelas: “É difícil falar sobre perigo quando há naturalização do risco de vida”. [publicação online]; 2020 [acesso em 28 abr 2020]. Especial Abrasco sobre coronavírus. Disponível em https://www.abrasco.org.br/site/noticias/saude-da-populacao/coronavirus-nas-favelas-e-dificil-falar-sobre-perigo-quando-ha-naturalizacao-do-risco-de-vida/46098/

Associação Brasileira dos Terapeutas Ocupacionais. (2020). Nota da Associação Brasileira dos Terapeutas Ocupacionais – ABRATO sobre o Covid-19. [publicação online]. Brasil; 2020. Disponível em https://atoesp.org.br/2020/03/23/comunicado-abrato-sobre-a-pandemia-de-coronavirus-tos-no-brasil/

Conselho Nacional de Saúde. (Brasil). Recomendação nº 018, de 26 de março de 2020, que recomenda a observância do Parecer Técnico nº 106/2020, que dispõe sobre as orientações ao trabalho/atuação dos Residentes em Saúde, no âmbito dos serviços de saúde, durante a Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional em decorrência Doença por Coronavírus – COVID-19. [publicação online]. Brasil; 2020. [acesso em 28 abr 2020]. Disponível em https://conselho.saude.gov.br/recomendacoes-cns/1086-recomendacao-n-018-de-26-de-marco-de-2020

Manho F, Soares LBT, Nicolau SM. Reflexões sobre a prática do residente terapeuta ocupacional na Estratégia Saúde da Família no município de São Carlos. Rev Ter Ocup Univ São Paulo. 2013 set.-dez.;24(3):233-41

Galheigo SM. O cotidiano na terapia ocupacional: cultura, subjetividade e contexto histórico social. Rev Ter Ocup Univ São Paulo. 2003 set.-dez.; 14(3):104-9

Netto JP, Carvalho MCB. Cotidiano: conhecimento e crítica. 7.ed. São Paulo: Cortez, 2007.

Nascimento BA. O mito da atividade terapêutica. Rev Ter Ocup Univ São Paulo. 1990; 1(1): 17-21

Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. (Brasil). Resolução nº 516, de 20 de março de 2020 Teleconsulta, Telemonitoramento e Teleconsultoria, que dispõe sobre a suspensão temporária do Artigo 15, inciso II e Artigo 39 da Resolução COFFITO nº 424/2013 e Artigo 15, inciso II e Artigo 39 da Resolução COFFITO nº 425/2013 e estabelece outras providências durante o enfrentamento da crise provocada pela Pandemia do COVID-19. [publicação online]. Brasília; 2020. [acesso em 28 abr 2020]. Disponível em https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=15825

Buss PM, Pellegrini Filho A. A Saúde e seus Determinantes Sociais. Physis. 2007; 17(1): 77-97

Castel R. A dinâmica dos processos de marginalização: da vulnerabilidade à "desfiliação". Caderno CRH. 1997; 27(26): 19-40

Williams R. Palavras-chave: Um vocabulário de a cultura e a sociedade. 2.ed. Nova York: Imprensa da Universidade de Oxford, 1983.

Antunes R. Fim do trabalho? (Ou as Novas Formas do Trabalho Material e Imaterial). Antunes R. Adeus ao trabalho? Ensaio sobre as metamorfoses e a Centralidade do Mundo do Trabalho. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2002. p. 157-174.




DOI: https://doi.org/10.47222/2526-3544.rbto34400

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

   

           

   Resultado de imagem para REDIB