A utilização da órtese para abdução de polegar na encefalopatia crônica não progressiva e a contribuição da Terapia Ocupacional–um estudo de caso/Use of orthosis thumb abduction in non-progressive chronic encephalopathy and contribution of OT-a case study

Talita Pedrini da Silva, Cristina Antunes de Almeida

Resumo


A Encefalopatia Crônica Não Progressiva (ECNP) é um grupo de desordens do desenvolvimento motor e da postura, decorrente de distúrbio não progressivo ocorrido no Sistema Nervoso Central. Gera dificuldades na aquisição de padrões neuropsicomotores e na realização das atividades cotidianas. A órtese abdutora de polegar pode contribuir para a evolução da função manual, favorecendo o desempenho adequado em todas as áreas de ocupação humana. O objetivo desta pesquisa foi avaliar o efeito do uso da órtese abdutora de polegar em neoprene com faixa para supinação em uma criança com ECNP espástica associado à intervenção da Terapia Ocupacional. Trata-se de um estudo de caso, de caráter quali-quantitativo, com uma criança de 2 anos com diagnóstico de ECNP. Aplicou-se o instrumento de avaliação Physician Rating Scale para membros superiores, antes e após o tratamento com o uso das órteses. Os atendimentos foram realizados uma vez por semana, com duração de 20/25 minutos durante 3 meses, e as órteses utilizadas 4 vezes por semana, por 4 horas ininterruptas. Houve evolução nos aspectos físicos e funcionais. Em Membro Superior Esquerdo (MSE) a evolução da funcionalidade foi significativa em relação ao Membro Superior Direito (MSD), sendo observada apenas evolução nos aspectos físicos e qualitativos. A órtese abdutora de polegar em neoprene com faixa para supinação contribui na evolução da função manual de crianças com ECNP.


Palavras-chave


Encefalopatia crônica não progressiva, Neurologia, Órtese, Polegar, Terapia ocupacional

Texto completo:

PDF

Referências


Tannus, LSP; Ribas, DIR. Evaluation of gross motor function before and after virtual reality application. Fisioter. Mov. 2016; 29(1):131-136. Disponível em: . Acesso em: December 19, 2016.

Ribeiro, MFR; Vandenberghe, L; Prudente, COMP; Vila, VSCV; Porto, CC. Paralisia Cerebral: faixa etária e gravidade do comprometimento do filho modificam o estresse e o enfrentamento materno. Ciênc. Saúde Coletiva. 2016;11(10):3203-3212. Disponível em:< http://www.scielo.br/pdf/csc/v21n10/1413-8123-csc-21-10-3203.pdf>. Acesso em: 19 de dezembro de 2016.

Weinert, LVC; Bellani, CDF. Desenvolvimento Motor Típico, Desenvolvimento Motor Atípico e Correlações na Paralisia Cerebral. In: Weinert, LVC; Bellani, CDF. Fisioterapia em Neuropediatria. Curitiba. Editora Omnipax; 2011, p. 01-22.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Diretrizes de atenção à pessoa com PC. Brasília, 2013. Disponível em: < http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/sites/default/files/arquivos/%5Bfield_generico_imagens-filefield-description%5D_70.pdf>. Acesso em: 01 de Fevereiro de 2015.

Araújo, AE; Galvão, C. Desordens Neuromotoras. In: Cavalcanti, A; Galvão, C. Terapia Ocupacional: Fundamentação e Prática. Rio de Janeiro. Editora Guanabara Koogan; 2011, p. 328-337.

Monteiro, CBM; Silva, TD; Abreu, LC; Massa, M; Leão EKEA. Paralisia cerebral: breve conceituação. In: Monteiro, CBM . Realidade virtual na paralisia cerebral. São Paulo. Editora Plêiade; 2011, p. 25-43.

Schneiberg, S; Cosentino, F, CD. Função do Membro Superior em Crianças com Paralisia Cerebral e o uso de Tarefas Direcionadas. In: Weinert, LVC; Bellani, CDF. Fisioterapia em Neuropediatria. Curitiba. Editora Omnipax; 2011, p.43-68.

Lin, IL; Chou, TAC; Lee, HM. Quantitative evaluation for spasticity of calf muscle after botulinum toxin injection in patients with cerebral palsy: a pilot study. Journal of NeuroEngineering and Rehabilitation. 2016; 13(25): 1-11. Disponível em: . Acesso em: December 19, 2016.

Dias, CP; Onzi, ES; Goulart, NBA; Vaz, MA; Lin YC. Adaptações morfológicas musculares na espasticidade: revisão da literatura. Scientia Medica (Porto Alegre) 2013; 23(2): p. 102-107. Disponível em: . Acesso em: 20 de dezembro de 2016.

Santos, AF. Paralisia cerebral: uma revisão da literatura. Revista Unimontes Científica, 2014; Montes Claros, 16(2):67-82. Disponível em: . Acesso em: 20 de dezembro de 2016.

Serrano, S; Constantino, J; Januário, F; Amaral, C. Espasticidade do membro superior: avaliação da eficácia e segurança da toxina botulínica e utilidade da escala GAS – estudo retrospectivo. Revista da Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação, 2014; 25(1): 11-19. Disponível em: . Acesso em: 20 de dezembro de 2016.

Rodrigues, AMVN; Mancini, MC; Vaz, DV; Silva, LC. Uso de órtese para abdução do polegar no desempenho funcional de criança portadora de PC: estudo de caso único. Rev Bras Saúde Matern Infant. Recife; 2007; 7 (4): 423-436. Disponível em: . Acesso em: 28 de abril de 2015.

Aguiar, I; Rodrigues, MVN. O uso de órteses no tratamento de crianças com PC na forma hemiplégica espástica. Arquivos Brasileiros de PC, 2004;1(1):18-23. Disponível em:< http://www.paralisiacerebral.org.br/v1n1.php>. Acesso em: 28 de abril de 2015.

Deshaies, LD. Órteses de Membro Superior. In: Trombly, CA; Radomski, MV. Terapia Ocupacional para disfunções físicas. 5º ed. São Paulo. Editora Santos; 2005, p.313-349.

Barroso, PN. Nova órtese de Extensão de Punho e Abdutora de Polegar para crianças com Paralisia Cerebral: Avaliação de suas contribuições para o incremento da Funcionalidade Manual [Tese]. Belo Horizonte: UFMG; 2010. Disponível em: . Acesso em: 28 de Janeiro de 2016.

Arnould, C; Bleyenheuft, Y, Thonnard, JL. Hand Functioning in Children with Cerebral Palsy. Front Neurol; 2014; 9; 5:48. Available from: . Acess: 14 de Fevereiro de 2016. Acess: February 14, 2016.

Vaz, DV; Mancini, MC; Fonseca, ST; Vieira, DSR; Pertence, AEM. Muscle stiffness and strength and their relation to hand function in children with hemiplegic cerebral palsy. Dev Med Child Neurol; 2006; 48:728–733. Available from: < http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1469-8749.2006.tb01357.x/epdf>. Acess: February 16, 2016.

Silva, LG. Órteses em PVC para membro superior: utilização por terapeutas ocupacionais brasileiros, propriedades físico-mecânicas e de toxicidade e desempenhos funcional e mioelétrico [dissertação]. São Carlos: UFSCar; 2014. Disponível em: Acesso em: 29 de abril de 2015.

Goodman, G; Bazyk, S. The effect sof a short thumb opponents splint on hand function in cerebral palsy: a single-subjectstudy. Am J Occup Ther; 1991; 45(8): 726-31. Available from:< http://ajot.aota.org/article.aspx?articleid=1877048&resultClick=3>. Acess: March 5, 2015.

Autti-Rämö, I; Anttila, H; Pulkki, JM; Mäkelä, M. Effectiveness of Upper and Lower Limb Casting and Orthoses in Children with Cerebral Palsy: An Overview of Review Articles. Am. J. Phys. Med. Rehabil; 2006; 85(1): 89-103. Available from: . Acess: February 12, 2016.

Arnould, C; Penta, M; Thonnard, JL. Hand impairments and their relationship with manual ability in children with Cerebral Palsy. J Rehabil Med; 2007; 39:708–714. Available from: . Acess: January 28, 2016.

Weinert, LVC; Bellani, CDF. Abordagem Fisioterapêutica pelo Conceito Neuroevolutivo Bobath. In: Weinert, LVC; Bellani, CDF. Fisioterapia em Neuropediatria. Curitiba.Editora Omnipax; 2011, p.43-68.

Araraki, VC; Cardoso, MCC; Thienen, NC; Imamura, M; Battistella, LR; Bernardo, WM; Andrade, NC. Associação Brasileira de Medicina Fìsica e Reabilitação. Projeto Diretrizes. PC – Membros Superiores: Reabilitação. Associação Médica Brasileira; 2012. Disponível em: . Acesso em: 28 de abril de 2015.

Jackman, M; Novak, I; Lannin, N. Effectiveness of hand splints in children with cerebral palsy: a systematic review with meta-analysis. Dev Med Child Neurol.; 2014; 56(2):138-47. Available from: . Acess: December 26, 2016.

Park, ES; Sim, EG; Rha,DW. Effect of upper limb deformities on gross motor and upper limb functions in children with spastic cerebral palsy. Res Dev Disabil; 2011; 32(6): 2389-97. Available from: . Acess: December 26, 2016.

Casey, CA; Kratz, EJ. Soft splinting with neoprene: abduction supinador splint. Am J Occup Ther; 1988; 42(6): 395-398. Available from:. Acess: March 5, 2015.

Van Petten, AMVN; Ávila, AF; Lima, CGS. Efeito do uso de órtese de punho na função manual. Cad Ter Ocup UFSCar. São Carlos; 2014; 22(1): 79-87 Disponível em: . Acesso em: 14 de Janeiro de 2015.

Oliveira, PL; Melo, KB; Lopez, JV; Monteiro, CF. Conversando sobre órteses: Uma intervenção Ilustrativa e didática sobre orientações e cuidados. X Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e VI Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – Universidade do Vale do Paraíba. Paraíba, Brasil; 2006. Disponível em: . Acesso em: 28 de abril de 2015.

Park, ES; Joo, JW; Kim, SA; Rha, DW; Jung, SJ. Reliability and Validity of the Upper Limb Physician's Rating Scale in Children with Cerebral Palsy. Yonsei Med J; 2015; 56(1): 271–276. Available from: . Acess: October 16, 2015.

Sposito MMM; Riberto M. Avaliação da Funcionalidade da criança com Paralisia Cerebral espástica. Acta Fisiatr; 2010; 17(2):50-61. Disponível em:


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO

Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO
Departamento de Terapia Ocupacional - Faculdade de Medicina - UFRJ
Prédio do CCS - Bloco K, Sala 17
Rua Prof. Rodolpho Paulo Rocco, s/n - Cidade Universitária - Ilha do Fundão - Rio de Janeiro – RJ, Brasil. CEP: 21910-590
Tel: 55 (21) 3938-6506

Contato: revisbrato@gmail.com