Alguns clicks: Considerações sobre o manejo da relação triádica na crise em saúde mental/Some clicks: considerations about the manegement on triadic relation dinamic on a mental health crisis case

Fernanda Del Santoro Reis, Tatiane Ceccato, Tais Quevedo Marcolino

Resumo


Trata-se de análise da prática no contexto de enfermaria psiquiátrica em hospital geral. Discute-se a internação breve para a atenção psicossocial, em estratégias de produção de sentido, e o potencial da terapia ocupacional à luz do Método Terapia Ocupacional Dinâmica. Destacam-se os procedimentos em terapia ocupacional na análise dos movimentos dinâmicos da relação triádica, instigando a realização de atividades, o reconhecimento de si, a instauração do desejo da construção de uma nova história – elemento significativo para avaliar a alta em contextos de curto prazo. Espera-se ampliar reflexões sobre a assistência em terapia ocupacional nas internações hospitalares breves em saúde mental.


This is a practice analysis report on a psychiatric ward in the general university hospital. Short hospitalization is discussed as psychosocial care strategy, focusing on strategies of  making-meaning and occupational therapy potentials in the light of  Dynamic Occupational Therapy Method. We emphasize occupational therapist procedures for triadic relationship dynamic movements analysis, seeking to enable the individual engaging in activities, self-recognition , establishing the desire for a new history - a significant element to think about the discharge in contexts of short term care. It is hoped that this paper improves reflections about the assistance in occupational therapy on short mental health  hospitalizations.

Keywords: Crisis intervention; Mental health; Occupational therapy.


Se trata de análisis de la práctica en el contexto de enfermería psiquiátrica en el hospital general. Se discute la hospitalización breve en el molde de la atención psicosocial, asociada a  producción de significados y al potencial de terapia ocupacional con del Método Terapia Ocupacional Dinámica. Se destacan los procedimientos en terapia ocupacional para análisis de los movimientos dinámicos de la relación triádica, llevando al engajamiento en actividades, al reconocimiento de si y al deseo de construir una nueva historia - elemento significativo para evaluar el alta en contextos de atención a corto plazo. Se espera expandir las reflexiones sobre la asistencia en terapia ocupacional en hospitalizaciones breves en salud mental.

Palabras-clave: Intervención en Crisis; Salud mental; Terapia ocupacional.




Palavras-chave


Intervenção na Crise; Saúde mental; Terapia ocupacional; Terapia ocupacional/método.

Texto completo:

PDF

Referências


Dell’Acqua G, Mezzina R. Resposta à crise: estratégia e intencionalidade da intervenção no serviço psiquiátrico territorial. In Amarante PD (Org.). Arquivos de Saúde Mental e Atenção Psicossocial 2. Rio de Janeiro: Nau; 2005, p. 161-194.

Ferigato, SH, Onocko-Campos RT, Ballarin ML. O atendimento à crise em saúde mental: ampliando conceitos. Revista de Psicologia da UNESP. 2007;6(1):31-44. Disponível em http://www2.assis.unesp.br/revpsico/index.php/revista/ article/viewArticle/44/83.

Silva MLB, Dimenstein MDB. Manejo da crise: encaminhamento e internação psiquiátrica em questão. Arq Bras Psicol. 2014;66(3):31-46. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/arbp/v66n3/04.pdf.

Ferigato SH; Silva, MC. Saúde mental e terapia ocupacional: a construção de um projeto terapêutico singular. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar. 2016. 24(2):379-386. DOI: http://dx.doi.org/10.4322%2F0104-4931.ctoRE0611

Moraes GC. Diagnóstico situacional: possibilidade de avaliação em terapia ocupacional. Revista CETO. 2007; 10(10):48-52.

Benetton J, Marcolino TQ. As atividades no Método Terapia Ocupacional Dinâmica. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar. 2013; 21(3):645-652. DOI: http://dx.doi.org/10.4322%2Fcto.2013.067

Ceccato TL. A transferência na constituição da relação triádica: relato de caso. Revista CETO. 2012;13(13): 26-33. Disponível em: http://www.ceto.pro.br/revistas/13/04-ceccato.pdf

Marcolino TQ. O raciocínio clínico da terapeuta ocupacional ativa. Revista CETO. 2012; 13(13):14-25. Disponível em: http://www.ceto.pro.br/revistas/13/03-marcolino.pdf

Benetton J. Trilhas Associativas: ampliando subsídios metodológicos à clínica da terapia ocupacional. Campinas: Arte Brasil Editora / UNISALESIANO – Centro Universitário Católico Auxilium, 2006.

Brasil. Ministério da Saúde (BR). Portaria nº 3.088, de 23 de dezembro de 2011. Institui a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 dez. Seção 1, p.230-2. 2011.

Costa-Rosa A. O modo psicossocial: um paradigma das práticas substitutivas ao modo asilar. In Amarante PD (Org.). Ensaios: subjetividade, saúde mental, sociedade. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2000, p.141-168.

Benetton J. A terapia ocupacional como instrumento nas ações de saúde mental. 1994. 190f. Tese (Doutorado). Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas, Campinas, 1994. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000082083

Marcolino TQ. Reflexões sobre a investigação do raciocínio clínico em terapia ocupacional em saúde mental: o caso do Método Terapia Ocupacional Dinâmica. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar. 2014; 22(3):635-642. DOI: http://dx.doi.org/10.4322%2Fcto.2014.086

Marcolino TQ, Joaquim RHVT, Barbieri TB, Reali AMMR. La terapia ocupacional en el hospital: construcciones en una comunidad de práctica. Revista Chilena de Terapia Ocupacional, no prelo.

Benetton J. O encontro do sentido do cotidiano na Terapia Ocupacional para a construção de significados. Revista CETO. 2010; 12(12):32-39. Disponível em: http://www.ceto.pro.br/revistas/12/12-06.pdf


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO

Indexado em: