Apresentação

Eleonora Ziller Camenietzki

Resumo


Há muito tempo que o ponto de partida para uma discussão sobre
Literatura e História se sustenta na conhecida definição aristotélica que distingue a poesia da história, ressaltando a dimensão filosófica da primeira
(pois enuncia verdades gerais), em detrimento da segunda (restrita a relatos
de fatos particulares). Séculos foram percorridos e a questão parece irresolvida, ou pelo menos ainda carrega uma boa munição para alimentar os
debates acadêmicos. Propor que Literatura seja uma escrita imaginativa ou
ficcional em oposição a uma concepção de História que seja a escrita dos
fatos parece-nos hoje tão insuficiente quanto impreciso, mas, para o uso comum, confirma uma definição geral que toma a literatura como uma forma
de expressão do que é imaginado e a história como a expressão no âmbito
daquilo que foi socialmente vivido, experimentado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Eleonora Ziller Camenietzki

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.