O antigo e o moderno na obra no galpão, de Darcy Azambuja

Lucas Soboleswki Flores, Salete Rosa Pezzi dos Santos

Resumo


o presente artigo analisa como as relações entre os conceitos de antigo e moderno são desenvolvidos nos espaços ficcionais criados por Darcy Azambuja na obra No galpão. Para isso, foram estudados os contos “Velhos tempos” e “Querência”, observando as formas como as personagens lidam com as questões que envolvem o antigo e o moderno, sobretudo na relação entre campo e ambiente urbano.

 

The present paper aims to analyze how the relations between the concepts of ancient and modern are developed in the fictional spaces created by Darcy Azambuja in the literary work No galpão. For this, analyzes were made of the tales of “Velhos Tempos” and “Querência”, observing the ways in which the characters deal with the issues that involve old and modern, especially in the relationship between the countryside and the city.


Palavras-chave


No galpão; Darcy Azambuja; Antigo e Moderno

Texto completo:

PDF HTML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Lucas Soboleswki Flores, Salete Rosa Pezzi dos Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.