Lima Barreto: a razão diligente no "Diário do hospício"

João Roberto Maia

Resumo


Diário do hospício constitui o testemunho da segunda internação de Afonso Henriques de Lima Barreto no Hospital Nacional dos Alienados, no Rio de Janeiro, entre 1919 e 1920. A análise desse texto autobiográfico, que denuncia a opressão e a humilhação sofridas por seu autor, visa demonstrar a força e a atualidade da reflexão de Lima Barreto sobre a loucura, a ciência e as instituições manicomiais.


Palavras-chave


Literatura; Crítica Literária

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 João Roberto Maia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.