Arte e Literatura: esperança vã de avós ou sonho acordado das civilizações?

Amauri Araujo Antunes

Resumo


Este artigo tem por objetivo aproximar linguagem audiovisual e literatura, nas salas de aula e no contexto político e social do Brasil contemporâneo.  “Direito à literatura”, escrito por Antonio Candido em 1988, é o eixo articulador de reflexões de Trotski e Raymond Willians sobre Arte e Cultura Popular. A parte final do artigo emprega referências da Análise Fílmica para sugerir um roteiro didático e pedagógico para o tema.


Palavras-chave


Literatura; Crítica da Cultura; Linguagem Audiovisual; Educação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Amauri Araujo Antunes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.