A Outra Lógica da Poesia: Do fragmento Juízo e Ser de Hölderlin às traduções de Sófocles e à afirmação do “pensamento poético”

Kathrin Rosenfield

Resumo


Este artigo parte da reflexão hölderliniana sobre o Eu absoluto de Fichte e o deslocamento do interesse do poeta para o estatuto efêmero e “trágico” da beleza poética e da arte. O caráter fragmentar da poetologia de Hölderlin equivale assim a uma alternativa ao pensamento filosófico sistemático, que depende da capacidade da reflexão permanecer suspensa entre a imaginação e o conceito. Hölderlin conquista o novo/outro espaço da poesia também com seu intenso trabalho de tradução, crítica e teoria das tragédias de Sófocles. O artigo trata da transposição da experiência de intensidade íntima na vida real para a poesia e a tradução – que significa para o poeta abraçar uma forma suspensa e arriscada de existência que é o tema central do poema Coragem do Poeta. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Kathrin Rosenfield