Do desejo à criatividade: a mudança na visão imanente de Richard Taylor sobre o sentido da vida

Anamar Moncavo

Resumo


A concepção de Richard Taylor sobre o sentido da vida é primeiramente apresentada no texto The meaning of life (1970) por meio de uma discussão em torno da figura de Sísifo, retomando uma imagem já evocada por Camus e ressignificando a atividade de Sísifo, conferindo, mesmo a ele, a possibilidade de viver uma vida com sentido. Posteriormente, porém, em Time and life’s meaning (1987), Taylor sustenta uma visão de todo distinta, negando que as condições descritas no primeiro artigo sejam suficientes para que a vida de Sísifo seja significativa. O objetivo deste trabalho consistirá em apresentar e confrontar as perspectivas do que chamamos de “primeiro Taylor” e “segundo Taylor”, respectivamente, dialogando criticamente com as mesmas.


Palavras-chave


Richard Taylor; sentido da vida; Sísifo; desejo; repetição; criatividade

Texto completo:

PDF

Referências


Camus, A. O mito de Sísifo. Rio de Janeiro: Record, 2006.

Dostoiévski, F. O Idiota. 2. Ed. São Paulo: Martin Claret, 2008.

Huxley, A. Admirável mundo novo. 22. Ed. São Paulo: Globo, 2014.

Klemke, E. D.; Cahn, S. M. (ed.) The meaning of life: a reader. New York: Oxford University Press, 2017.

Landau, I. Perfectionism and non-perfectionism in Camus’s Myth of Sisyphus. In: Himmelmann, B. (ed.) On meaning in life. Boston: de Gruyter, 2013, pp. 139-151.

Metz, T. New developments in the meaning of life. In: Philosophy Compass, n. 2, v. 2, 2007, pp. 196-217.

Metz, T. Recent work on the meaning of life. In: Ethics. n. 112, 2002, pp. 781-814.

Metz, T. The concept of a meaningful life. In: American Philosophical Quarterly, n. 2, v. 38, 2001, pp. 137-153.

Murcho, D. (Org.) Viver para quê? - Ensaios sobre o sentido da vida. Lisboa: Dinalivro, 2009.

Nietzsche, F. A gaia ciência. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

Nietzsche, F. Assim falou Zaratustra: um livro para todos e para ninguém. 18. Ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

Ortega y Gasset, J. A rebelião das massas. São Paulo: Martins Fontes, 2019.

Taylor, R. O sentido da vida. In: Murcho, D. (org.). Viver para quê? - Ensaios sobre o sentido da vida. Lisboa: Dinalivro, 2009, pp. 33-46.

Taylor, R. The meaning of human existence. In: Perry, J.; Bratman, M.; Fischer, J. M. (Org.) Introduction to philosophy: classical and contemporary readings. Oxford: Oxford University Press, 2016.

Taylor, R. The meaning of life. In: Good and Evil. New York: Macmillan Publishing Co., 1970.

Taylor, R. The meaning of life. In: Philosophy Now, n. 24, 1999, pp. 13-14.

Taylor, R. Time and Life’s Meaning. In: Review of Metaphysics, n. 4, v. 40, 1987, pp. 675-686.

Wolf, S. Felicidade e sentido: dois aspectos da vida boa. In: Murcho, D. Viver para quê? – Ensaios sobre o sentido da vida.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Anamar Moncavo