Serge Guilbaut: a esquerda e a política governamental para as artes nos Estados Unidos (1930-1940)

Marcelo Mari

Resumo


Este artigo analisa a contribuição do livro Como Nova York roubou a idéia de arte moderna -- expressionismo abstrato, liberdade e guerra fria, de autoria de Serge Guilbaut, publicado pela Editora da Universidade de Chicago na década de 1980, para recuperar os debates sobre a função da arte entre intelectuais de esquerda nos Estados Unidos. Os debates sobre a função da arte e sobre a relação entre arte e política marcaram os vários confrontos entre intelectuais da esquerda norte-americana nos anos de 1930. Por seu turno, esses debates foram condição e assistiram ao surgimento e à consolidação de uma nova arte norte-americana que se tornou referência internacional com o pintor Jackson Pollock e com o crítico de arte Clement Greenberg a partir dos desdobramentos da disputa travada entre arte livre e arte
instrumentalizada.


Palavras-chave


Serge Guilbaut. Greenberg. Pollock. Política das Artes.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.