Estrada do Pacífico na Integração Sul-Americana e o Acre

Ana Maria de Souza Mello Bicalho

Resumo


Em julho de 2011 foi concluída a Estrada do Pacífico, conectando o Acre a
portos do sul do Peru, parte do projeto de Iniciativa de Integração Sul-Americana - IIRSA. Além de visar a integração econômica e social dos países da América do Sul, é esperado que a Estrada do Pacífico facilite o comércio do Brasil com a Ásia através dos portos peruanos. Regionalmente, há dúvidas sobre os impactos da estrada, estimulando a economia regional ou, como outras rodovias na Amazônia, sendo sinônimo de desmatamentos, conflitos e expulsão de população. Este trabalho contextualiza a posição do Acre na região de fronteira Brasil-Peru-Bolívia, que será diretamente afetada pela nova rodovia e apresenta uma reflexão sobre as características do Acre, estado que se distingue na Amazônia pelas efetivas ações de proteção florestal e manutenção de população em comunidades agroextrativistas com controles sob a floresta. É uma reflexão apoiada em uma missão de trabalho de campo com contato com lideranças regionais dos países da fronteira, principalmente autoridades no estado do Acre. 


Palavras-chave


Estrada do Pacífico, Integração sul-americana, fronteira, Acre, Amazônia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2013.2122

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Ana Maria de Souza Mello Bicalho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN: 2237-3071