Comportamento do NDVI em Savanas Considerando os Aspectos do Ambiente – APA do Rio Pandeiros – MG

Lucas Augusto Pereira da Silva, Maria Ivete Soares de Almeida, Marcos Esdras Leite

Resumo


No devir histórico as pressões antrópicas vêm ocasionando mudanças sistemáticas no uso e cobertura do solo no Cerrado Brasileiro. Diante dessa premissa, o sensoriamento remoto orbital tem sido fundamental, sobretudo com os índices espectrais, que são essenciais para entender a dinâmica da vegetação que é fortemente influenciada por fatores intrínsecos, do ambiente. O objetivo deste artigo foi entender o comportamento do NDVI em Savanas na APA-RP considerando o meio físico. Foram utilizadas técnicas de sensoriamento remoto, sobretudo a combinação de intervalos espectrais. Observou-se que os aspectos do ambiente influenciam no comportamento do NDVI, com decréscimo em áreas de savanas sob influência de sedimentos oriundos de solos quartzarênicos e acréscimo em áreas com disponibilidade hídrica em abundância, no caso das veredas. Pode-se concluir que as técnicas de sensoriamento remoto associadas à análise integrada do ambiente possuem potencial para auxiliar em análises mais precisas para as Savanas na APA-RP.

Palavras-chave


Sensoriamento Remoto; Cerrado; Análise Integrada

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2020.32074

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Lucas Augusto Pereira da Silva, Maria Ivete Soares de Almeida, Marcos Esdras Leite

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

ISSN: 2237-3071