Freud e Aristóteles – Die Verneinung e De Anima III 7

Carla Francalanci

Resumo


Este trabalho visa comparar a concepção aristotélica apresentada em De Anima III (Capítulos 9 a 11) com a que é exposta por Freud, no texto “A negação” (“Die Verneinung”). Nosso intuito é mostrar como o texto de Freud pode ser lido como uma reelaboração da teoria aristotélica acerca da relação entre movimento, desejo e juízos.

Palavras-chave


Freud; Aristóteles; negação; movimento; desejo; juízo

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTOTLE. “On the soul”, IN: On the soul, Parva naturalia, On breath. Translated by W. S. Hett. Cambridge and London: Oxford University Press, 2000.

BIRMAN, J. Freud e a filosofia. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

FREUD, S. Obras completas - vol. 14. Trad. Paulo César Lima de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

FREUD, S. Obras completas - vol. 16. Trad. Paulo César Lima de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

GREEN, A. Commentaires après coup sur le Travail du Négatif. Colloque d’Athènes, 24-26 novembre 2006. http://www.psychoanalysis.gr/documents/Green_Commentaires_Travail_du_Negatif.pdf

LACAN, J. Escritos. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed, 1998.

LACAN, J. O seminário- Livro 1 – os escritos técnicos de Freud. Texto estabelecido or Jacques-Alain Miller. Versão brasileira de Betty Milan. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

POLANSKY, R. Aristotle’s De Anima. Cambridge: Cambridge University Press, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Anais de Filosofia Clássica

Creative Commons License esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.