Um método de fuga da contradição no Fédon de Platão

Gabriel Ribeiro Delgado

Resumo


Na última prova da imortalidade da alma do Fédon vemos a aplicação de um método raro nos diálogos platônicos, a saber, um método que cria a necessidade de um juízo através da procura de um objeto que impossibilite o contrário desse juízo. Esse método alcança verdades impressionantes, e iremos expô-lo como possível chave interpretativa para solucionar algumas questões platônicas importantes.

 

 

Referências bibliográficas

 

PLATÃO. A República. Trad. Enrico Corvisieri. São Paulo: Editora Nova Cultural, 1999.

_____. Diálogos II: Górgias, Eutidemo, Hípias Maior, Hípias Menor. Trad. Edson Bini. Bauru, SP: Edipro, 2007.

_____. Fédon. Trad. Carlos Alberto Nunes, 3ª ed. Belém: UFPA, 2011.

_____. Fedro. Trad. Carlos Alberto Nunes. 3ª ed. Belém: UFPA, 2011.

_____. Filebo. Trad. Fernando Muniz. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio; São Paulo: Loyola, 2012.

 


Palavras-chave


VERDADE; CONTRADIÇÃO; FORMAS; ANTILOGIA; ENTE.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista Ítaca - Periódico acadêmico administrado e editado por discentes de pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro

ISSN (1519-9002 | 1679-6799) 

 

Última atualização: Agosto/2019

Last update: Agust/2019