Nietzsche e o caos como caráter geral do mundo

Leonardo Mees

Resumo


Em “A gaia ciênciag, § 109, Nietzsche define o caráter geral do mundo como caos. O caos não se encontra num momento ancestral do mundo, antes da ordem, ele não ficou lá trás numa cosmogonia primordial do mundo. O caos não deve ser malentendido como oposição às causas, aos fins e aos propósitos. O caos é como um jogo de dados. O caos do mundo depende de uma nova interpretação do próprio acontecimento do mundo, que não o entenda como exceção, como um acidente ou uma quebra nas leis necessárias do mundo, mas como um jogo. Os acasos e os lances de dados do mundo resguardam a necessidade de uma composição inventiva, aguardam os bons jogadores (intérpretes), aqueles que saibam contemplar a vida como um jogo.


Palavras-chave


Filosofia moderna; Nietzsche; Mundo; Caos; Necessidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista Ítaca - Periódico acadêmico administrado e editado por discentes de pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro

ISSN (1519-9002 | 1679-6799) 

 

Última atualização: Agosto/2019

Last update: Agust/2019