Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Recorde: Revista de História do Esporte?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

* Recorde: Revista Brasileira de História do Esporte, de periodicidade semestral, recebe artigos e resenhas, em fluxo contínuo, nos idiomas português, espanhol, inglês e francês. A política editorial da Recorde privilegia artigos que comuniquem resultados de pesquisas originais, com apresentação de evidências empíricas de primeira mão. Eventualmente, ensaios teóricos ou revisões bibliográficas poderão ser aceitos para publicação. O escopo temático da Recorde diz respeito ao esporte, lazer, ginástica, capoeira, dança, educação física e outras práticas corporais institucionalizadas.

* Ao submeter um manuscrito à Recorde, o(s) autor(es) aceita(m) ceder os direitos de publicação para a revista, sendo inteiramente responsável, porém, por problemas outros que afetem o artigo. O(s) autor(es) mantem, todavia, todos os direitos de vincular novamente o artigo em outros meios e canais de divulgação acadêmica, sem a necessidade de autorização prévia, recomendando-se apenas que seja mencionado a publicação na Recorde.

* Os interessados em enviar contribuições devem endereçá-las ao e-mail revistarecorde@gmail.com.

* A critério do (s) autor (es), o artigo pode ser acompanhado por uma carta em que se apresenta e se justifica a relevância e originalidade do artigo;

* Todos os artigos submetidos estarão sujeitos a uma avaliação prévia do Comitê Editorial. Uma vez recomendados por este Comitê, o artigo será avaliado por 1 ou 2 revisores anônimos, no sistema duplo-cego. Os artigos serão avaliados de acordo com os seguintes critérios: adequação às normas; consistência e coerência argumentativa; contribuição para os estudos históricos; originalidade. Caso haja divergências ou dúvidas a respeito do mérito e da pertinência da publicação, um segundo ou terceiro revisor poderá ser consultado, conforme o caso. Alterações podem ser solicitadas aos autores, de acordo com recomendações dos revisores e do Comitê Editorial. A decisão final em aceitar ou rejeitar a publicação dos artigos submetidos é de responsabilidade do Comitê Editorial.

* O arquivo da submissão deve estar disponível em editor de texto Word for Windows 6.0 ou superior, fonte Bookman Old Style, tamanho 12, papel A4, margens 2,5 cm., espaço entrelinhas simples (ou 1,0).

* O artigo ou resenha deve ser apresentado na seguinte ordem: a) título do trabalho; b) nome (s) do (s) autor (es), acompanhado, em nota de rodapé, pela indicação da afiliação institucional, e-mail, cidade e país do (s) autor (es); c) resumo com palavras-chave em português; d) título e resumo com palavras-chave em inglês; e) título e resumo com palavras-chave em espanhol; f) artigo propriamente dito; g) referências bibliográficas.

* O tamanho máximo para artigos é de 80.000 palavras. Para resenhas, 20.000 palavras. O Comitê Editorial deve ser consultado previamente no caso de artigos ou resenhas que excedam este limite;

* O tamanho máximo para cada um dos resumos (em português, inglês e espanhol) é de 120 palavras, seguido obrigatoriamente por três palavras-chave nestes mesmos idiomas;

* Subtítulos ao longo do artigo devem estar em negrito, preferencialmente sem numeração;

* Para destacar palavras ou trechos ao longo do texto, deve-se empregar itálico, nunca negrito ou sublinhado (exceto em endereços URL, cujo hiperlink deve estar ativo);

* Figuras e tabelas devem estar inseridas no texto, não no final do documento ou na forma de anexos;

* A exatidão das citações e das referências bibliográficas ao final do texto, bem como a revisão gramatical e ortográfica, são de exclusiva responsabilidade do (s) autor (es);

* Notas de rodapé deverão ser utilizadas apenas para notas explicativas, informações complementares e acessórias, ou para indicação de referências de fontes primárias, que não precisarão constar nas referências bibliográficas ao final do texto, devendo apenas estar de acordo com normas da ABNT;

* As citações devem seguir as normas da ABNT e devem utilizar o sistema “autor, data” e não serem apresentadas em nota de rodapé. A referência citada deve vir listada ao final. Na lista de referências só devem ser inseridas referências citadas. Seguem abaixo alguns exemplos mais frequentes.

Livros

GIULIANOTTI, Richard. Sociologia do futebol: dimensões históricas e socioculturais do esporte das multidões. São Paulo: Nova Alexandria, 2002

Capítulos de livro

MELO, Victor Andrade de. Esporte e cinema no Brasil: longas-metragens: um panorama. In: MELO, Victor Andrade de; PERES, Fabio de Faria (Orgs.). O esporte vai ao cinema. Rio de Janeiro: SENAC, 2005. p. 11-20.

Artigos em periódico

DRUMOND, Maurício. Futebol e política, nações em jogo. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, v. 169, n. 439, p. 37-57, 2008.

Tese / Dissertação

JESUS, Gilmar Mascarenhas de. A bola nas redes e o enredo do lugar: uma geografia do futebol e de seu advento no Rio Grande do Sul. 2001. 269 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade de São Paulo, São Paulo.

Obra acessada na internet

GARRAFFONI, Renata Senna. Arenas antigas e estádios modernos. Recorde, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 1-15, jun. 2008. Disponível em:http://revistas.ufrj.br/index.php/Recorde/article/view/788/729.

Artigo de jornal sem identificação de autor

CORRIDAS de cavalo. O Matto-Grosso, Cuiabá, 19 jul. 1917, p. 4.

Artigo de jornal com identificação de autor

WINGFIELD, Nick. Torneio de games rivalizam com basquete nas universidades dos EUA. Folha de São Paulo, São Paulo, 20 dez. 2014, p. B7

 

Declaração de Direito Autoral

Ao submeter um artigo ou resenha, o autor concorda em ceder o direito autoral para a publicação do texto na revista.

Política de Acesso Aberto

Esta revista oferece acesso imediato e aberto ao seu conteúdo, com base no princípio de que a disponibilização gratuita das pesquisas favorece a circulação global de conhecimento.