Exploring Agreement Displacement From The Internal To The External Argument In The Tenetehára Language (Tupí-Guaraní Family)

Quesler Fagundes Camargos

Resumo


Este artigo tem o objetivo de descrever e examinar o sistema de concordância verbal na língua Tenetehára (da família linguística Tupí-Guaraní). Assumimos a hipótese de que os fenômenos de deslocamento de concordância -- que são sensíveis às hierarquias de pessoa -- surgem a partir dos mecanismos da operação Agree, que operam sobre as estruturas articuladas de traço-φ na sintaxe cíclica (Rezac, 2003; Béjar, 2000ab, 2003; Béjar; Rezac, 2009). Exploramos este deslocamento de concordância para entender seu caráter sintático e morfológico e sua parametrização em Tenetehára. A análise dessa língua mostra que a ciclicidade e a localidade derivam preferencialmente por uma concordância controlada pelo argumento interno, ao invés do argumento externo. Além disso, a articulação da sonda deriva quando a concordância muda, em termos de sintaxe cíclica, para o argumento externo, o qual é sensível à seguinte hierarquia de pessoa: 1>2>3[+foc]>3[-foc] (Duarte, 2007). Em suma, quando as confgurações sintáticas resultantes são submetidas ao mecanismo de transferência (Transfer), as propriedades do componente morfológico parametrizam o resultado fnal. Assim, o fenômeno de deslocamento de concordância na língua Tenetehára exibe pelo menos três classes de derivação, as quais correspondem aos contextos direto, inverso e direto-inverso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.35520/diadorim.2017.v19n0a13609

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Indexadores e bases bibliográfcias:
Google Scholar  LivRe  DRJI Base EZB  WorldCat Kubikat InfoGuide HNU 


Licença Creative Commons
A Revista Diadorim utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.