Blogs: innovative possibility for teaching portuguese?

Edmilson Francisco, Ilsa do Carmo Vieira Goulart, Patrícia Vasconcelos Almeida

Resumo


This paper aims to problematize the use of a blog as a tool for the teaching Portuguese. Blog, is a web page that is supposed to be updated very frequently through the placement of messages or "posts" consisting of images and / or texts, was created as a popular option for online texts publication, considering the fact that it does not require advanced knowledge in computer science. The study to be presented here is a descriptive research with a qualitative approach. The analysis was based on Miller and Sheppard (2004) excerpts from the concepts of Sociodiscursive Interactionism (ISD) of Bronckart’s framework of analysis procedures (2009, 2003, 2004, 2006, 2008) and Bronckart and Machado (2009). The results indicated that the style of the blog studied emphasizes the personal and professional experience of its creator, because the content uploaded in the blog seems to represent the freedom of selection and presentation of the blogger. The blog is seen by the user as an attempt to follow the digital advances, through a technological determinism, without the use of the resource in all its potential for the teaching Portuguese.


Palavras-chave


Blog; Portuguese Language Teaching; Sociodiscursive Interactionism.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


BULEA, E. Linguagem e efeitos desenvolvimentistas da interpretação da atividade. Campinas: Mercado das Letras, 2010.

BOLLELA, M. F. F. P.; LOUZADA, M.S. O.; OLIVEIRA, M. R. M.; PERNAMBUCO, J. Cibertextos, subjetividades e Discursos. 11º. 2006. São Paulo. Congresso Brasileiro de Língua Portuguesa. 2º Congresso Internacional de Lusofonia do IP PUC-SP. Memória e Universidade Cultural. Anais... São Paulo. 2006.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Parâmetros Curriculares Nacionais. 3. Ed. Brasília, 2001, p. 53.

BRONCKART, J. P. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sóciodiscursivo. São Paulo: EDUC, 2009 [1999].

______. “Atividade de linguagem, discurso e desenvolvimento humano”. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_nlinks&ref=000005&pid=S0103-1813200800010001600001&lng=en. Acesso em: 15 de dezembro de 2018.

______. O agir nos discursos: das concepções teóricas às concepções dos trabalhadores. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2008.

______. “Gêneros textuais, tipos de discursos e operações psicolinguísticas”. Revista Estudos da Linguagem, Belo Horizonte, v. 11, n.1, p. 49-69, 2009. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/relin/article/view/2344/2293. Acesso em 24 de novembro de 2018.

BRONCKART, J. P.; MACHADO, A. R. Procedimentos de análise de textos sobre o trabalho educacional. In: MACHADO, Anna Rachel (Org.). O ensino como trabalho: uma abordagem discursiva. Londrina: Eduel. p. 131-163, 2004.

BROWN, H. D. Teaching by Principles: an interactive approach to language pedagogy. White Plains, NY: Longman, 2000.

CASTELLS, M. A era da informação: economia, sociedade e cultura. In: CASTELLS, M. A Sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2000. v. 1.

CRUZ, S. Blogue, Youtube, Flick e Delicious: Software Social. In: Carvalho, Ana Amélia A. (org). Manual de ferramentas da web 2.0 para professores. Ministério da Educação, 2008, p. 15-40.

GOMES, M. J. Blogs: um recurso e uma estratégia pedagógica. In. A. Mendes, I. Pereira e R. Costa (Eds), VII Simpósio Internacional de Informática Educativa – SIIE. Anais... 05. Leiria: Escola Superior de Educação de Leiria, pp. 311-315, 2005.

MAGALHÃES, M. C. C. (org.). A formação do professor como profissional crítico: linguagem e reflexão. Campinas: Mercados das Letras, 2004.

GUIMARÃES, A. M. M; MACHADO, A. R. Apresentação. In: GUIMARÃES, A. M. M.; MACHADO, A. R.; COUTINHO, A. (Orgs.). O Interacionismo sociodiscursivo: questões epistemológicas e metodológicas. Campinas: Mercado de Letras, 2007, p. 9-18.

GUTIERREZ, S. Mapeando caminhos de autoria e autonomia: a inserção das tecnologias educacionais informatizadas no trabalho de professores que cooperam em comunidades de pesquisadores. Porto Alegre: Universidade Federal do rio Grande Do Sul, 2004. Dissertação (Mestrado em Educação) do Programa de Pós-graduação da Faculdade de Educação, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.

______. “O Fenômeno dos Weblogs: as Possibilidades Trazidas por uma Tecnologia de Publicação na Internet”. Informática na Educação: Teoria & Prática, 2003, v. 6, nº1. Disponível em . Acesso em: 03 de julho de 2017.

HOURIHAN, P. “What we're doing when we blog” (2002). Disponível em: http://www.oreillynet.com/pub/a/javascript/2002/06/13/megnut.html. Acesso em: 22 de abril de 2020.

LÉVY, P. As Tecnologias da Inteligência: O Futuro do Pensamento na Era da Informática. Tradução de Carlos Irineu da Costa. Rio de Janeiro: Editora 34, p. 208, 1993.

______. Cibercultura. Tradução Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Ed. 34, 1999, p. 264.

LÉVY, P. “Abrir o espaço semântico em prol da inteligência coletiva”. Revista Eletrônica de Comunicação Informação & Inovação em Saúde, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 129-140, jan./jun. 2007. Disponível em https://www.reciis.icict.fiocruz.br/index.php/reciis/article/view/898/1541. Acesso em 13 de fevereiro de 2018.

MACHADO, A. C. T. “Novas formas de produção de conhecimento: utilização de ferramentas da web 2.0 como recurso pedagógico”. 2009. Disponível em:< http://www.periodicos.udesc.br/index.php/udescvirtual/.../1655>. Acesso em: 4 de julho de 2017.

______. Procedimentos de análise de textos sobre o trabalho educacional. In: Machado, A. R. (Org) O ensino como trabalho: uma abordagem discursiva. Londrina: Eduel, 2004.

MILLER, C. R.; SHEPHERD, D. “Blogging as social action: A genre analysis of the weblog. Into the Blogosphere: Rhetoric, Community, and Culture of Weblogs”. L. J. Gurak, S. Antonijevic, L. Johnson, C. Ratliff and J. Reyman. (2004). Disponível em http://blog.lib.umn.edu/blogosphere/blogging_as_social_action_a_genre_analysis_of_the_weblog.htmlMishne, G. A. (2007). Applied Analytics for Blogs. Informatics Institute. Amsterdam, NL, University of Amsterdam. http://staff.science.uva.nl/~gilad/phd.html. Acesso em: 18 de janeiro de 2019.

NASCIMENTO, I. A. A. “O autor e as instâncias enunciativas na construção de sentidos de relatórios de estágio”. Odisseia, Natal, RN, v. 1, n. 1, p. 98-117, jan./jun. 2016. Disponível em: . Acessado em: 12 de dezembro de 2018.

PEREIRA, R. C. A constituição social e psicológica do texto escrito. In: PEREIRA, Regina Celi; ROCA, Pilar (Orgs.). Linguística Aplicada: um caminho com diferentes acessos. São Paulo: Contexto, 2009, p. 113-142.

PÉREZ, M. Com a palavra, o professor: vozes e representações docentes à luz do interacionismo sociodiscursivo. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2014, p. 36-39.

O’REYLLY T. O'REILLY, Tim. “Que és Web 2.0. Patrones del diseño y modelos del negociopara la siguiente genración del software”. Telefónica. Boletín de la Sociedad de la Información. Fevereiro de 2006. Disponível em: https://www.academia.edu/4572148/O_blog_jornal%C3%ADstico_defini%C3%A7%C3%A3o_e_caracter%C3%ADsticas_na_blogosfera_brasileira?auto=download. Acesso em: 24 de abril de 2020.

ROJO, R.; MOURA, E. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: ROJO, R.; MOURA, E. (Org.). Multiletramentos na escola. Parábola: São Paulo, 2012.

SILVA, A. M. “O uso do blog no ensino de língua inglesa: uma proposta sociointeracionista”. Revista Caminhos em Linguística Aplicada, UNITAU. Taubaté, vol. 2, N. 1, p.36-52, 2010. Disponível em: . Acesso em 15 de dezembro de 2018.

VIEIRA, C. H. A. Os elementos léxico-gramaticais de atitude em comentários de blogs para o ensino de português. Catalão: Universidade Federal de Goiás, 2016. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem, Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2016.

TRAVAGLIA, L. C. Gramática e interação: uma proposta para o ensino de gramática no 1º e 2º graus. São Paulo: Cortez, 1996.

______. Gramática: ensino plural. São Paulo: Cortez, 2003.




DOI: https://doi.org/10.35520/diadorim.2020.v22n3a36391

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Indexadores e bases bibliográfcias:
Google Scholar  LivRe  DRJI Base EZB  WorldCat Kubikat InfoGuide HNU 


Licença Creative Commons
A Revista Diadorim utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.