Integração europeia em crise de identidade: Causas e perspectivas jurídico-constitucionais entre o populismo, a política e o poder

Alessandra Silveira, Pedro Froufe

Resumo


A integração europeia confronta-se hoje com uma pressão populista que se alia a uma pulsão nacionalista. Apesar de tais movimentos serem portadores de uma cosmovisão imediatista e materialmente antipolíticaou antidemocrática, o certo é que ganharam força e vão chegando ao poder, precisamente, através do instrumentário da democracia formal. São fenómenos potencialmente ameaçadores da democracia, todavia gerados em democracia, a partir dos direitos fundamentais que a definem e sustentam -- como a liberdade de associação e de expressão.Tendo a integração europeia surgido como uma resposta antifascista ao colapso do Estado de direito no período entre as duas guerras mundiais, importa questionar quais as causas para este estado de coisas e como perspectivar o futuro da União Europeia.


Palavras-chave


integração europeia; crise de identidade; populismo; democracia; cidadania de direitos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

             

APOIO: