Uma atualidade in extremis: Foucault entre Marx e o neoliberalismo

Nilton Ken Ota

Resumo


A participação de Foucault no GIP marcou o momento de constituição de sua teoria estratégica das lutas no contexto de uma interlocução com militantes marxistas. O enfraquecimento dessa interlocução foi acompanhado pelo início das pesquisas genealógicas e por uma reformulação conceitual que dispersou o problema da racionalidade estratégica em benefício da construção de uma discursividade propriamente teórica. As controvérsias atuais ao redor dos sentidos do legado foucaultiano, cujo movimento pendular tem variado entre Marx e o neoliberalismo, revelam os efeitos de uma trajetória intelectual que se dividiu entre a reflexão crítica do combate concreto e a elaboração conceitual de um experimentalismo radical. Este artigo pretende reconstruir os principais pontos e conformações teóricas dessa trajetória.


Palavras-chave


marxismo, estratégia, neoliberalismo, engajamento, intelectuais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Ao submeter um texto, o(s) autor(es) declara(m) aceitar todos os termos e condições da revista e cede(m) a ela os direitos de publicação impressa e digital. Os direitos autorais dos artigos publicados são do autor, porém com direitos da DILEMAS - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social sobre a primeira publicação.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

               

APOIO: