O controle interno da atividade policial no Nordeste: Uma análise das representações sociais dos corregedores e dos policiais que trabalham em corregedorias sobre seu próprio trabalho

Edi Alves de Oliveira Neto, Cristina Zackseski, Felipe da Silva Freitas

Resumo


A partir da análise de entrevistas e grupos focais realizados em corregedorias de polícia civil e militar nos estados do Nordeste do Brasil, este artigo discute como as representações sociais dos corregedores e outros atores do controle interno da atividade policial sobre seu trabalho estão articuladas com questões como letalidade policial e discriminação social. Entendendo as representações sociais como potenciais condutoras da ação dos indivíduos em sua rotina social, sua análise auxilia na compreensão do controle interno do trabalho policial. No caso deste artigo, auxilia naquilo que tange às dificuldades com as denúncias recebidas, às influências externas e internas nas investigações e resolução dessas denúncias, e no estigma negativo que cerca essa atividade.

Palavras-chave


polícia, corregedorias, controle interno, representações sociais, segurança pública

Texto completo:

PDF XML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

             

APOIO:    

SCImago Journal & Country Rank