Sobre outorgas e penas: Capitalismo, trabalho e punitivismo à brasileira

André Vaz

Resumo


Este artigo analisa, inicialmente, em que medida conhecidas teorizações críticas estrangeiras acerca do exercício massivo do poder punitivo -- em suas dimensões formais e subterrâneas -- revelam-se instrumentos úteis à compreensão da realidade brasileira contemporânea. Em seguida, acrescentam-se elementos atinentes especificamente à nossa formação, com vistas a aperfeiçoar o potencial analítico daquelas visões quando lançadas à investigação de nossa realidade. Ao fim, debatem-se particularmente as permanências, no âmbito da punição penal, do que se denominou “ideologia da outorga”, produzida e fixada no contexto do populismo varguista.


Palavras-chave


capitalismo, populismo, punitivismo, Era Vargas, trabalho

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

             

APOIO: