A pacificação das favelas cariocas e o movimento pendular na segurança pública

Daniel Ganem Misse

Resumo


O artigo explora a ideia de movimento pendular na segurança pública para explicar as tentativas de associação entre políticas sociais e de segurança, trazendo o “social” para garantir a política de pacificação das favelas cariocas. Aborda as dificuldades de articulação das políticas sociais nos territórios pacificados e a falta de diálogo dos moradores com a polícia. Com base em dados do período compreendido entre 2012 e 2017, de registros de ocorrência, matérias de jornais, relatos de policiais e moradores de favelas pacificadas, levanta a hipótese de que a crise das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) pode ser explicada em quatro momentos.


Palavras-chave


Unidade de Polícia Pacificadora, movimento pendular, segurança pública, políticas sociais, Rio de Janeiro

Texto completo:

PDF XML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

             

APOIO:    

SCImago Journal & Country Rank