Entre abismos coletivos e paraísos particulares: A paisagem na imaginação da Barra da Tijuca

Rachel Paterman

Resumo


Este artigo aborda a urbanização da Barra da Tijuca a partir de elaborações discursivas de profissionais de arquitetura. Parte-se de projetos de paisagismo de empreendimentos imobiliários realizados entre 1980 e 2010 para iluminar redes de relações sociais e categorias de pensamento de agentes da expansão do Rio de Janeiro rumo à Zona Oeste. Exibindo destaque nos discursos examinados, a categoria “paisagem” evidencia perspectivas díspares sobre público e privado, e natural e construído, na base de transformações espaciais. Como resultado, este enfoque traz luz para conflitos de ordem conceitual presentes em dinâmicas de construção na cidade.


Palavras-chave


paisagem, arquitetura, urbanização, Rio de Janeiro, Barra da Tijuca

Texto completo:

PDF XML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

             

APOIO:    

SCImago Journal & Country Rank