Acoso laboral basado en el sexo: Entendiendo realmente el fenómeno

Adriana Camacho-Ramírez

Resumo


A maioria das investigações realizadas atribuem à característica “no ambiente de trabalho” a razão de ser do assédio sexual no trabalho, o que é impreciso. Esse elemento não é o que define ou configura o assédio. Se um chefe ou colega de trabalho assedia sexualmente a um(a) trabalhador(a) no horário e local de trabalho, não é assédio sexual no trabalho, é assédio sexual simples. As finalidades do assédio sexual e do assédio sexual no trabalho são distintas, assim como seus conceitos, elementos, modalidades e responsabilidades. A presente investigação procura delimitar o assédio laboral, para diferencia-lo do assédio sexual simples.

Palavras-chave


assédio no trabalho, mobbing, assédio sexual, violência no trabalho, assédio sexual no trabalho

Texto completo:

PDF (Español (España))

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

             

APOIO:    

SCImago Journal & Country Rank