Experiências pedagógicas libertárias brasileiras: passado e presente

Marcos Raddi dos Santos

Resumo


O artigo aborda as experiências pedagógicas libertárias no Brasil, desde o final do século XIX até o início desse século XXI, resgatando algumas contribuições educacionais práticas e teóricas empreendidas pelos militantes anarquistas na área da educação. Após uma breve definição do anarquismo, e a partir dele, da pedagogia libertária, são apresentadas as primeiras iniciativas educacionais em solo brasileiro através da criação das primeiras escolas libertárias e até de uma Universidade Popular no Rio de Janeiro em 1904, com curta duração mas de extrema importância. São analisadas aproximações, concordâncias e possíveis diálogos entre a pedagogia libertária e a pedagogia libertadora, de Paulo Freire. Por fim é demonstrada a viabilidade da pedagogia libertária na atualidade, a partir da exposição de experiências pedagógicas libertárias ocorridas nesse início de século XXI. A metodologia empreendida foi pesquisa bibliográfica em obras de referência sobre o assunto.


Palavras-chave


anarquismo; pedagogia libertária: história; pedagogia libertária: atualidade; pedagogia libertária: Brasil; Paulo Freire.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Alberto Bezerra de. (2015) Esboço de práxis escolar emancipadora num contexto social desfavorável. In: MEMORIAS DA 2ª JORNADA DE PEDAGOGIA LIBERTÁRIA, 2, 2014, Anais[…]Recife: Difusão literária. pp. 31 – 58.

ANTONY, Michel. (2011) Os microcosmos. Experiências utópicas libertárias sobretudo pedagógicas: “utopedagogias”. Tradução Plínio Augusto Coelho. São Paulo: Expressão e Arte Editora; Editora Imaginário.

AQUINO, Thiago. (2013) Francisco Ferrer e a pedagogia libertária: educação e liberdade. In: DIÁLOGOS em pedagogia libertária: memórias da 1° jornada de pedagogia libertária. Recife: Difusão libertária. pp. 11 – 20.

CHAMBAT, Grégory. (2006) Instruir para revoltar: Fernand Pelloutier e a educação Rumo a uma pedagogia de ação direta. São Paulo: Faísca Publicações Libertárias; Editora imaginário.

CORRÊA, Felipe. (2015) Bandeira negra: rediscutindo o anarquismo. Curitiba: Editora Prisma.

ELBA, Antonio & FERRER, Freinet. (2013) Freire e a Escola do Povo: ou para "uma pedagogia coletiva e militante". In: DIÁLOGOS em pedagogia libertária: memórias da 1° jornada de pedagogia libertária. Recife: Difusão libertária. pp. 23 – 39.

FAUSTO, Boris. (2016) Correntes organizatórias e seu Campos de incidência. In: -----------. Trabalho urbano e conflito social: 1990 – 1920. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras. pp. 61 – 125.

FERREIRA, José Maria Carvalho. (1996) Pedagogia libertária X pedagogia autoritária. In: EDUCAÇÃO libertaria: textos de um seminário. Rio de Janeiro: Achiamé; Florianópolis: Movimento – Centro de Cultura e autoflagelação. pp. 109 – 134.

FREIRE, Paulo. (1996) Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra.

FREIRE, Paulo. (2013) Pedagogia do oprimido. 54 ed. rev. e atual. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

GALLO, Silvio. (2007) Pedagogia Libertária: anarquistas, anarquismos e educação. [São Paulo]: Imaginário; Editora da Universidade Federal do Amazonas.

GHIRALDELLI JUNIOR, Paulo. (2001) Do " entusiasmo pela educação" ao "otimismo pedagógico". In: ------------. História da educação. 2. ed. rev. São Paulo: Cortez. pp. 15 – 35.

KASSICK, Neiva Verón. (1996) Experiências pedagógicas libertárias no Brasil. In: EDUCAÇÃO libertaria: textos de um seminário. Rio de Janeiro: Achiamé; Florianópolis: Movimento – Centro de Cultura e autoflagelação. pp. 81 – 94.

KASSICK, Clóvis Nicanor. (1996) O movimento das escolas alternativas no Brasil: o ressurgir da educação libertária? In: EDUCAÇÃO libertária: textos de um seminário. Rio de Janeiro: Achiamé; Florianópolis: Movimento – Centro de Cultura e autoflagelação. pp. 71 – 82.

KROPOTKIN, P. A. (2007) O princípio anarquista. In: COELHO, Plinio Augusto Coêlho (org.) O princípio anarquista e outros ensaios. São Paulo: Hedra.

LEUENROTH, Edgard. (S.d.) No campo da educação e da cultura. In: ----------. Anarquismo: roteiro da libertação social. Antologia de doutrina crítica – história – informações. 2. ed. Rio de Janeiro: Achiamé. pp. 117.

LOPES, Milton. (2006) A Universidade popular: experiência educacional anarquista no Rio de Janeiro. In: DEMINICIS, Rafael Borges & REIS FILHO, Daniel Aarão (orgs.). História do Anarquismo no Brasil. Niterói: EdUFF; Rio de Janeiro: MAUAD. v.1. pp. 203 – 230.

LUIZETTO, Flávio. (1987) O papel da educação nos planos do anarquismo. In: -----------. As utopias anarquistas. São Paulo: Editora Brasiliense. pp. 39 – 63.

MALATESTA, E. (2009) Anarquismo e anarquia. [S.l.]: Faísca.

RECLUS, Elisée. (2010) O homem e a terra: educação. Tradução Plínio Augusto Coêlho. São paulo: Expressão & Arte; Editora Imaginário.

RODRIGUES, Edgar. (1992) Quem tem medo do anarquismo? Rio de Janeiro: Achiamé.

SANTANA, Guilherme Xavier de. (2018) Pedagogia Libertária: um breve histórico dialogando teoria e prática. Revista Contemporânea de Educação, ISSNe: 1809-5747, v. 13, n. 27, maio/ago. 2018. p. 473 – 491.

SANTOS, Hamilton Moraes Theodoro dos. (2017) Anarquismo e formação do Partido Comunista do Brasil. Rio de Janeiro: Rizoma.

SIEBERT, Raquel Stela de Sá. (1996) Experiência de uma pedagogia não-autoritária: limites e possibilidades. In: EDUCAÇÃO libertaria: textos de um seminário. Rio de Janeiro: Achiamé; Florianópolis: Movimento – Centro de Cultura e autoflagelação. pp. 15 – 22.

SILVA, Ivanildo S. da. (2015) A instrução integral: embrião de uma educação anarquista? In: MEMORIAS DA 2ª JORNADA DE PEDAGOGIA LIBERTÁRIA, 2, 2014, Anais […] Recife: Difusão literária. pp. 85 – 101.

SOARES, Roberta Ferreira & FEL, Débora de Bitencourt. (2015) Relatos de experiências em educação libertária em uma comunidade no Rio Grande do Sul. In: MEMORIAS DA 2ª JORNADA DE PEDAGOGIA LIBERTÁRIA, 2, 2014, Anais[…]Recife: Difusão literária. pp. 15 – 30.

SOUZA, João Penteado & PASSOS, Soledad Gustavo. (S.d.) Educação e ensino. In: LEUENROTH, Edgard. Anarquismo: roteiro da libertação social. Antologia de doutrina crítica – história – informações. 2. ed. Rio de Janeiro: Achiamé. pp. 187 – 191.

TRAGTENBERG, Maurício. (2004) Francisco Ferrer e a pedagogia libertária. In: ---------. Sobre educação, política e sindicalismo. São Paulo: Editora UNESP. pp. 121 – 160.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Estudos Libertários

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.