MIGRAÇÃO E PROMOÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS NO BRASIL: DESAFIOS EM RELAÇÃO AO ROMPIMENTO COM O ORDENAMENTO JURÍDICO DA DITADURA CIVIL-MILITAR DE 1964-1985

Millena Fontoura Monteiro

Resumo


O presente trabalho propõe uma reflexão acerca do tratamento conferido ao imigrante pelo ordenamento jurídico brasileiro. Tal estudo insere-se em uma discussão mais ampla referente ao compromisso do Estado e da sociedade para com o respeito e a promoção dos direitos humanos. Para tanto, será objeto de análise o Estatuto do Estrangeiro, lei aprovada pelo regime ditatorial. Igualmente relevante destacar a importância da Constituição Federal de 1988 e dos Tratados Internacionais de Direitos Humanos, especialmente os relacionados à questão migratória. Em seguida, considerando-se a necessária compatibilização entre a legislação interna e os tratados internacionais de direitos humanos dos quais o Estado é parte, serão apreciadas as diretrizes e características principais da Nova Lei de Migração. Referida lei, não obstante ser alvo de críticas, especialmente no que diz respeito à sua regulamentação, é considerada, em muitos aspectos, um avanço, do ponto de vista do respeito aos direitos humanos. 


Palavras-chave


Migração; Brasil; Democracia; Direitos Humanos.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Natália. Avanços e desafios da nova Lei de Migração. 27/04/2017. Disponível em: . Acesso em 10/04/2018.

BIGNAMI, Renato. Trabalho escravo na indústria da moda: o sistema do suor como expressão do tráfico de pessoas. Revista de Direito do Trabalho, vol. 158, 2014, p. 35-59, jul. – ago, 2014. Disponível em: Acesso em 20/05/2018.

BRASIL. Estatuto do Estrangeiro. Lei nº 6.815, de 19 de agosto de 1980. Disponível em: . Acesso em 15 março 2018.

BRASIL. Mensagem ao Congresso Nacional n. 696, de 13 de dezembro de 2010. Disponível em: . Acesso em 15/03/2018.

BRASIL. Lei de Migração. Lei nº 13.445, de 24 de maio de 2017. Disponível em: . Acesso em 10/11/2017.

BRASIL. Decreto nº 9.199, de 20 de novembro de 2017. Disponível em: . Acesso em 15/03/2018.

COMBLIN, Joseph. A ideologia da segurança nacional. O poder militar na América-Latina. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

CONECTAS DIREITOS HUMANOS. Carta aberta sobre o processo de participação social na regulamentação da Lei 13.445/2017 e pontos preocupantes na minuta do decreto da nova Lei de Migração. 15/11/2017. Disponível em: . Acesso em: 20/02/2018.

CORTE Interamericana de Direitos Humanos. Disponível em: . Acesso em 20 jan. 2018.

CULPI, Ludmila Andrzejewski. Nova lei de migrações brasileira: inspiração no modelo da lei migratória argentina? Disponível em:< http://www.humanas.ufpr.br/portal/nepri/files/2012/04/Nova-lei-de-migra%C3%A7%C3%B5es-brasileira_Inspira%C3%A7%C3%A3o-no-modelo-da-lei-argentina.pdf>. Acesso em: 15/05/2018.

DOUZINAS, Costa. O fim dos direitos humanos. trad. Luzia Araújo. São Leopoldo: Unisinos, 2009.

DREIFUSS, 1964: a conquista do Estado. Ação política, poder e golpe de classe. 7 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

GUERRA, Sidney. Alguns aspectos sobre a situação jurídica do não nacional no Brasil. Da Lei do Estrangeiro à Nova Lei de migração. Debate em Direito. Revista do Departamento de Ciências Jurídicas e Sociais da Unijuí. Ano XXVI, nº 47, jan/jun 2017.Disponívelem:. Acesso em: 28/05/2018.

______. GUERRA, Sidney. Controle de convencionalidade. Revista Jurídica UNICURITIBA. v. 01, n. 46 (2017) Disponível em:http://www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/documentacao_e_divulgacao/doc_biblioteca/bibli_servicos_produtos/bibli_informativo/bibli_inf_2006/Rev-Juridica UNICURITIBA_n.46.01.pdf. Acesso em 20/05/2018.

MENEZES, Lená Medeiros de. Movimentos migratórios e direitos humanos. In: FREIRE, Silene de Moraes. Direitos humanos: violência e pobreza na América Latina contemporânea. Rio de Janeiro: Letra e Imagem, 2007, p. 208-217.

MORAES, Ana Luisa Zago de. Crimigração: a relação entre política migratória e política criminal no Brasil. São Paulo: IBCCRIM, 2016.

O GLOBO, 29/05/2018. OIT coloca Brasil em lista suja, por causa de reforma trabalhista. Disponível em: . Acesso em 31 de maio de 2018.

OEA. Convenção Americana sobre Direitos Humanos. 22 de novembro de 1969. Disponível em: . Acesso em 10/03/2018.

ONU. Declaração Universal dos Direitos Humanos. 10 de dezembro de 1948. Disponível em: . Acesso em 03/03/2018.

ONU. Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos. 16 de dezembro de 1966. Disponível em: . Acesso em 10/03/2018.

ONU. Convenção Internacional sobre a Proteção dos Direitos de todos os Trabalhadores Migrantes e dos Membros de suas Famílias. 18 de dezembro de 1990. Disponível em: . Acesso em 10/04/2018.

RAMOS, André de Carvalho e outros. Regulamento da nova Lei de Migração é contra legem e praeter legem. Consultor Jurídido. 23/11/2017. Disponível em: . Acesso em: 08 abril 2018.

SANTOS, Isabelle Dias Caneiro. A violação dos DH diante dos fluxos migratórios e das políticas de segurança nacional: uma análise sobre Américas e Brasil. Revista Direito e Práxis. V. 4, n. 6, 2013, p.112-128. Disponível em: . Acesso em: 05 dez. 2017.

SOUCHAUD, Sylvain; FUSCO, Wilson. População e ocupação do espaço: o papel das migrações no Brasil. REDES – Rev. Des. Regional, Santa Cruz do Sul, v. 17, n. 2, p. 5-17, maio/ago 2012. Disponível em: . Acesso em 03 out 2017.

TRINDADE, Antônio Augusto Cançado. Desafios e conquistas do direito internacional dos direitos humanos no início do século XXI. In: MEDEIROS, Antônio Paulo Cachapuz de (org.). Desafios do direito internacional contemporâneo – Jornadas de Direito Internacional Público no Itamaraty. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2007, p. 207-321. Disponível em: < http://funag.gov.br/loja/download/362-Desafios_do_Direito_Internacional_Contemporaneo.pdf>. Acesso em 20 jun. 2018.

VENTURA, Deisy de Freitas Lima. Entrevista. Carta Capital, 28/11/2017. . Acesso em 10 março 2018.

ZAVERUCHA: Jorge. Relações civil-militares: o legado autoritário da Constituição Brasileira de 1988. In: TELES, Edson; SAFATLE, Vladimir (orgs.). O que resta da ditadura. São Paulo: Boitempo, 2010, p. 41-76.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 INTER: REVISTA DE DIREITO INTERNACIONAL E DIREITOS HUMANOS DA UFRJ

BASE - Bielefeld Academich Search Engine Resultado de imagem para livre revistaResultado de imagem para rvbi Resultado de imagem para google scholar

EM AVALIAÇÃO: 

 

 JSTOR Home  ORCID logo  CNEN  Resultado de imagem para european reference index for the humanities