A autobiografia dos que não narram e a solidariedade aos migrantes em tempos de Copa do Mundo

Mohammed ElHajji, Otávio Cezarini Ávila

Resumo


Iniciando pela interculturalidade expressada na última Copa do Mundo, o artigo aprofundará o testemunho que o atacante da seleção belga, Lukaku, deu ao The Player’s Tribune. Analisando seu conteúdo e ligando às estratégias narrativas, o artigo passa a discutir o que a filosofia pós-estruturalista considerou como uma passagem da “clínica do desejo” à “clínica do trauma” tendo o testemunho voltado a um autorreferenciamento que afasta o indivíduo da culpa. Ao observar essa transformação e o efeito do testemunho como chave para as “políticas de sofrimento”, a análise segue para a consideração do lugar de fala dos indivíduos da sociedade informacional. Dessa forma, qual melhor maneira de se falar do sofrimento das diásporas e das crises globais senão os próprios migrantes? Essa conjugação de lugar de fala e testemunho como estratégia narrativa compõe o desafio desse artigo.


Palavras-chave


testemunho; mídia; imigrantes; futebol

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Márcia. A representação dos testemunhos no discurso das catástrofes ambientais: de sujeitos sociais e a sujeitos discursivos. Revista Fronteiras, v.15, n.3, p. 182-190, set/dez 2013.

AVELAR, Idelber. Alegorias da derrota: a ficção pós-ditatorial e o trabalho do luto na América Latina. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2003.

CARNEIRO, Gabriel. A nova cara da Copa: Destaques multiculturais do Mundial traduzem realidade de seleções poderosas da Europa. Portal UOL. Disponível em: . Acesso em: 16 outubro de 2018.

CASTRO, Josué de. Geografia da Fome: o dilema brasileiro: pão ou aço. 10ª edição. Rio de Janeiro. Edições Antares, 1984.

CHARAUDEAU, Patrick. Grammaire du sens et de l’expression. Paris: Hachette, 1992.

COELHO, Kamilla. A representação e o real em Michel Foucault. RevLet – Revista Virtual de Letras, v.03, n.1, p.89-2015, jan/jul, 2011.

ELHAJJI, Mohammed. Usos e desusos da cultura na contemporaneidade. Revista Comunicação Pública, v.11, n.21, out/2016.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 2: O uso dos prazeres. 5a. ed. São Paulo: Graal, 1988.

FOUCAULT, Michel. O sujeito e o poder. In: DREYFUS, H. L.; RABINOW, P. Michel Foucault, uma trajetória filosófica. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1995.

LE GOFF, Jaques. História e Memória. 3ª ed. Campinas. Editora Unicamp, 2003.

LUKAKU, Romelu. I’ve Got Some Things to Say. The Player’s Tribune. 18/jun.2018. Articles. Disponível em: . Acessado em: 31 julho de 2018.

MARTINS, Guilherme. Foucault e a crítica da razão. Revista Aulas, n. 3, mar/2007.

PEREIRA, Carolina. O Sofrimento em Imagens: uma história entre a fotografia e a política. 2008. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2008.

RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala? Belo Horizonte: Letramento, 2017.

SCARPELLI, Marli. Na era dos testemunhos. Revista Via Atlântica, n.13, dez/2008.

SCHÜTZ, A. O estrangeiro – um ensaio em psicologia social. Revista Espaço Acadêmico, n. 113, out. 2010.

SODRÉ, Muniz. A narração do fato – notas para uma teoria do acontecimento. Petrópolis, Rio de Janeiro, Vozes, p. 287, 2009.

TOLEDO JR, V.; GARAVELLO, M. França supera Brasil e é país com mais jogadores na Copa. Portal UOL. 29/mai.2006. Copa do Mundo 2006. Disponível em: . Acessado em 22 outubro de 2018.

VAZ, Paulo. Na distância do preconceituoso: narrativas de bullying por celebridades e a subjetividade contemporânea. Revista Galaxia (São Paulo, Online), n. 28, p. 32-44, dez. 2014.

VAZ, Paulo; RONY, Gaelle. Políticas do sofrimento e as narrativas de catástrofes naturais. Revista Famecos, v.18, n.1, p. 212-234, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 METAXY: Revista Brasileira de Cultura e Políticas em Direitos Humanos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

METAXY é uma Revista do Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas em Direitos Humanos do NEPP-DH/UFRJ. ISSN 2526-5229.