Revista Mulemba v. 12 n. 23 (jul.-dez. 2020)

Tema do dossiê: O bestiário nas Literaturas Africanas

Organizadores:
Profa. Dra. Vanessa Ribeiro Teixeira (Universidade Federal do Rio de Janeiro)
Prof. Dr. Francisco Topa (Universidade do Porto)
Profa. Dra. Inara de Oliveira Rodrigues (Universidade Estadual de Santa Cruz)
Profa. Dra. Erica Cristina Bispo (Instituto Federal do Rio de Janeiro)
Profa. Camila de Toledo Piza Costa Machado (Universidade Federal do Rio de Janeiro)

Envio de textos até 31 de julho de 2020.
Publicação prevista para 31 de dezembro de 2020.

 

Ementa:

O galo. A galinha. O cão. O porco. A cobra. O leão. O cágado. A osga. Os abutres... As diversas figurações, simbólicas e alegóricas, de animais tornados personagens centrais em diversas obras do universo literário africano, produzido em Língua Portuguesa. Bichos-mito. Bichos-resistência. Bichos-esperança. Bichos-ironia. Bichos-reinvenção. Da cena discursiva anticolonial, até às margens das independências e às releituras pós-coloniais. Os processos de antropomorfização. A bestialização dos homens. A crítica do bicho-homem por meio das semelhanças e diferenças com outras espécies animais.

Palavras-chave: Literaturas Africanas; Bestiário; Símbolo; Alegoria.