Entre campo e cidade em contos de Bernardo Élis e Mia Couto

Edvaldo A. Bergamo, Marcos Vinicius Caetano da Silva

Resumo


Pretende-se pensar na dialética entre campo e cidade enquanto modos pelos quais grupos humanos se organizam e enquanto índices de tensão social para a história e para a literatura, aplicando-a ao Brasil e a Moçambique, países inseridos em uma comunidade linguística específica, de forma a esquadrinhar semelhanças e diferenças culturais entre tais nações. Para tanto, considerando a importância do gênero conto para os sistemas literários em causa, analisar-se-ão comparativamente os contos “A enxada”, do brasileiro Bernardo Élis, e “A avó, a cidade e o semáforo”, do moçambicano Mia Couto.


Palavras-chave


campo; cidade; contos; Bernardo Élis; Mia Couto.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.35520/mulemba.2015.v7n13a5038

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Mulemba

Indexadores e bases bibliográfcias:
Periódicos Capes Latindex Diadorim Sumários.org  EZB Google Acadêmico  DRJI  Livre Base  Sudoc Worldcat HNU  InfoGuide 


Licença Creative Commons
A Revista Mulemba utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.