GÊNERO, PODER E DIFERENÇAS

Autores

  • Marta Mega de Andrade

Palavras-chave:

Produções de gênero, "Econômico" de Xenofonte, discussão historiográfica.

Resumo

Neste trabalho, debatemos duas formas de abordar a história das relações de gênero através de uma análise histórica de um texto normativo como o "Econômico", de Xenofonte, quer comecemos a partir das prerrogativas de uma dominação masculina (como discutida no livro de Pierre Bourdieu) ou, de outra forma, reforcemos as possibilidades de apropriação /subversão de um sistema imposto por agentes (como defendido por Michel de Certeau em "A lnvenção do Cotidiano"). Argumentamos que somente uma abordagem que considere as possibilidades e os contextos de uso ou táticas permite-nos ir além dos limites da subordinação e inferioridade social como marcas de feminilidade para construções de gênero, procurando por uma dinânúca política de produções de gênero como espaços, identidades e diferenças não ancoradas em assimetrias sexuais.

Biografia do Autor

Marta Mega de Andrade

Professora Adjunta de História Antiga do Departamento de História e do Programa de Pós-graduação em História Comparada da UFRJ. Membro do Laboratório de História
Antiga (LHIA) / UFRJ. Apoio financeiro da FUJB / UFRJ e do CNPq.

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

DE ANDRADE, Marta Mega. GÊNERO, PODER E DIFERENÇAS. PHOÎNIX, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 171–187, 2020. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/33325. Acesso em: 22 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos