Princípios do código de ética do/a assistente social: 25 anos de história

Debora Rodrigues Santos

Resumo


Esta nota de pesquisa tem o objetivo de explicitar reflexões iniciais sobre os princípios éticos fundamentais do Código de Ética do/a Assistente Social, cuja aprovação completa vinte e cinco anos. Em termos metodológicos, é uma pesquisa teórica que aponta aspectos relevantes do compromisso ético da categoria e do seu projeto profissional. Apresentamos aspectos do código de ética e o debate de dois princípios éticos que versam sobre a liberdade como valor ético central e a opção por um projeto profissional vinculado ao processo de construção de uma nova ordem societária.  


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, N. L. T. Opção por um projeto profissional vinculado ao processo de construção de uma nova ordem societária, sem dominação, exploração de classe, etnia e gênero. In: CRESS-RJ. Projeto ético-político e exercício profissional em Serviço Social: os princípios do Código de Ética articulados à atuação crítica de assistentes sociais. Rio de Janeiro: CRESS/RJ, 2013.

BARROCO, L. Ética e Serviço Social: fundamentos ontológicos. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

______ . Materialidade e potencialidades do Código de Ética dos Assistentes Sociais brasileiros. In: BARROCO, Maria Lúcia Silva; TERRA, Sylvia Helena. (Orgs.) Código de ética do/a Assistente Social comentado. São Paulo: Cortez, 2012.

______. Reflexões sobre liberdade e (in) tolerância. In: Serviço Social & Sociedade, n. 119. São Paulo: Cortez, 2014.

CFESS. Código de Ética do assistente social e Lei de Regulamentação da profissão. 4. ed. rev. atual. Brasília: CFESS, 2011. Disponível em: . acesso em: 10 dez. 2016.

GUERRA, Yolanda. A dimensão técnico-operativa do exercício profissional. In: SANTOS, Cláudia Mônica; BACKX, Sheila; GUERRA, Yolanda. (Orgs.) A dimensão técnico-operativa no Serviço Social: desafios contemporâneos. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2013.

IAMAMOTO, Marilda Vilela. Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez, 1998.

NETTO, J. P. Liberdade: o valor ético central do código (três notas didáticas). In: CRESS-RJ. Projeto ético-político e exercício profissional em Serviço Social: os princípios do Código de Ética articulados à atuação crítica de assistentes sociais. Rio de Janeiro: CRESS/RJ, 2013.

______. Transformações Societárias e Serviço Social. In: Serviço Social & Sociedade, n. 50. São Paulo: Cortez, 1996.

PAIVA, B. A.; SALES, M. A. A nova ética profissional: práxis e princípios. In: BONETTI, D. A. et al.(Org.). Serviço Social e Ética: convite a uma nova práxis. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

SILVA, Marlise Vinagre. Ética profissional: por uma ampliação conceitual e política. In: BONETTI, D. A. et al. (Org.). Serviço Social e Ética: convite a uma nova práxis. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

TERRA, Sylvia Helena. Código de ética do (a) Assistente Social: comentários a partir de uma perspectiva jurídico-normativa crítica. In: BARROCO, Maria Lúcia Silva; TERRA, Sylvia Helena. (Orgs.) Código de ética do/a Assistente Social comentado. São Paulo: Cortez, 2012.

VASCONCELOS, Ana Maria de. A/o Assistente Social na luta de classes: projeto profissional e mediações teórico-práticas. São Paulo: Cortez, 2015.




Direitos autorais 2019 Revista Praia Vermelha

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR