DIÁLOGOS E MEDIAÇÕES SOBRE CONSELHO TUTELAR, RACISMO INSTITUCIONAL E INTERSETORIALIDADE.

Vanessa dos Santos Saraiva

Resumo


O estudo realiza uma análise entre as ações desempenhadas no conselho tutelar, as relações étnico-raciais, os limites enfrentados para a materialização dos direitos e a intersetorialidade como alternativa de enfrentamento dessa realidade. Objetivamos compreender em que medida as relações racistas repercutem na qualidade dos  serviços ofertados e de que maneira atingem a população usuária. Pressupomos que não somente os determinantes econômicos interferem nas relações, sendo importante considerar outros aspectos tais como os que se desdobram a partir das desigualdades sociais tendo como expressão maior o racismo estrutural e institucional. 


Palavras-chave


Capitalismo, Infância e Adolescência, Conselho Tutelar, Racismo, Intersetorialidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. S. Desumanização da população negra: genocídio como princípio tácito do capitalismo. Rio de Janeiro. Em Pauta-2º semestre de 2014-n 3, v. 12, p. 131-154.

BRASIL. Constituição da República Federativa de 1988.

___. Estatuto da criança e do adolescente. 1990.

BEHRING, E. R. Brasil em contrarreforma: desestruturação do Estado e perda de direitos. São Paulo: Cortez, 2003.

___. Política social no capitalismo tardio. São Paulo, Cortez, 1998.

BEHRING, E, R. & BOSCHETTI, I. S. Política social: fundamentos e história. São Paulo: Cortez, 2010.

CFESS. Código de Ética do Assistente Social. Brasília, 1993.

COUTINHO, C, N. Marxismo e Política: A dualidade de poderes e outros ensaios. São Paulo, Cortez, 1996.

DONZELOT, J. A Polícia das famílias / Jacques Donzelot ; tradução de M. T. da Costa Albuquerque ; revisão técnica de J. A. Guilhon Albuquerque. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1980. (Biblioteca de Filosofia e história das ciências; v. n. 9).

EURICO, M. A percepção do assistente social acerca do racismo institucional. Serviço Social & Sociedade. São Paulo. Nº.114. p.290-310 abr/jun.2013.

FREIRE, S. M. O Significado Sócio-histórico dos Direitos Humanos, Questão Social

e Democracia no Brasil. CRESS 6ª Região, 2013.

IAMAMOTO, M,V. Serviço Social na contemporaneidade. São Paulo. Cortez, 1998.

___. Serviço Social em tempo de capital e fetiche. São Paulo, Cortez, 2010.

LIMA, R. S. O mistério do orçamento público dos abrigos do Rio de Janeiro. Texto & Contextos. Porto Alegre. V. 14, N.1, p. 186-201. Jan/jun. 2015.

MARX, K, 1818- 1883. A ideologia alemã/ Karl Marx e Friedrich Engels: trad. Luis Claudio de Castro e Costa. 3ª Ed. S.P: Martins, Fontes, 2007.

. ___O manifesto comunista/ Karl Marx e Friedrich Engels; trad. Maria Lucia Como, Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

MAZZEO. A. C. Estado e Burguesia no Brasil: origens da autocracia burguesa. 2. Ed. São Paulo: Cortez, 1997.

MONNERAT, G. L.; ALMEIDA, N. L.T; & SOUZA, R. G. (orgs). Intersetorialidade na agenda das políticas sociais. Campinas. Papel Social, 2014.

MOURA. C. Dialética radical do Brasil negro. São Paulo. Anita, 1994.

NETTO, J. P. “Introdução ao método na teoria social”. In: CFESS. Serviço Social: Direitos Sociais e Competências Profissionais. CFESS, 2010, 667-700.

____. “Cinco notas a propósito da “questão social”. In: Revista Temporalis, Brasília: ABEPSS, n.3, 2001.

___. Capitalismo monopolista e serviço social. São Paulo: Cortez, 1992.

___. Ditadura e Serviço Social: uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64. São Paulo, Cortez, 1990.

NETTO, J, P & BRAZ, M. Economia política: uma introdução crítica. São Paulo, Cortez. 2008.

PEREIRA, K. Y. L.; TEIXEIRA, S. M. Redes e intersetorialidade nas políticas sociais: reflexões sobre sua concepção na política de assistência social. Textos e Contextos (Porto Alegre), v. 12, n. 1, jan./jun., 2013.

RIZZINI, I. A institucionalização de crianças no Brasil: percurso histórico e desafios do presente. Rio de Janeiro, Loyola, 2004.

RIZZINI, I. & PILOTTI, F. A arte de governar as crianças: a história das politicas sociais, da legislação e da assistência à infância no Brasil. São Paulo, Cortez, 2009.

SILVA, M. L. O. O Estatuto da Criança e do Adolescente e o Código de Menores: descontinuidades e continuidades. In: Serviço Social & Sociedade, nº 83. São Paulo, Cortez, 2005.

SPOSATI, A... (et al) Assistência na trajetória das politicas sociais: uma questão em análise. São Paulo, Cortez, 2010.

HEMEROGRAFIA

ALMEIDA, M. S. Diversidade humana e racismo: notas para um debate radical no serviço social. Argum., Vitória, v. 9, n. 1, p. 32-45, jan./abr. 2017. Disponível em: . Acesso em 26 de novembro de 2017.

Cadastro Nacional de Crianças Acolhidas. Brasília, 2016. Disponível em: . Acesso em 06 de abril de 2017.

Convenção sobre os direitos da criança - Decreto no 99.710. Brasília, 21. Nov. 1990. Acesso em: . Acesso em 16 de abril de 2017.

Estatuto da Igualdade Racial. Institui o Estatuto da Igualdade Racial; altera as Leis nos 7.716, de 5 de janeiro de 1989, 9.029, de 13 de abril de 1995, 7.347, de 24 de julho de 1985, e 10.778, de 24 de novembro de 2003. Disponível em: . Acesso em: 18 de novembro de 2017.

Guia de enfrentamento do Racismo Institucional. Brasília, 2017. Disponível em: . Acesso em: 18 de novembro de 2017.

Lei nº 12.010. Dispõe sobre adoção; altera as Leis nos 8.069, de 13 de julho de 1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente, 8.560, de 29 de dezembro de 1992; revoga dispositivos da Lei no 10.406, de 10 de janeiro de 2002 - Código Civil, e da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943; e dá outras providências.

Disponível em: . Acesso em 05 de outubro de 2017.

Crítica ao Programa de Gotha. Rio de Janeiro, 2001. Disponível em: . Acesso em: 29 de novembro de 2017.

Teoria e Prática dos Conselhos Tutelares e Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente. Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: . Acesso em 13 de outubro de 2017.

MONNERTAT, GL.; SOUZA, R. G. Da Seguridade Social à Intersetorialidade: reflexões sobre a integração das políticas sociais no Brasil. Revista Katálysis. Florianópolis, v. 14, n1, p. 41-49, jan/jun. 2011. Disponível em: . Acesso em 13 de outubro de 2017.

NETTO, J. P. III Encontro Internacional “Civilização ou Barbárie”. Serpa, 30-31. Out. 2010. Disponível em: . Acesso em 23 de novembro de 2017.

ROCHA, R. Assistente Social no combate ao preconceito. Brasília, 30 de set. 2016. Disponível em: . Acesso em: 24 de outubro de 2017.




Direitos autorais 2019 Revista Praia Vermelha

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR