Quatro décadas do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da UFRJ e a contribuição de Carlos Nelson Coutinho

Marilda Villela Iamamoto

Resumo


Este texto apresenta alguns marcos do percurso histórico do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da UFRJ - seus antecedentes, origem e desenvolvimento até a década de noventa do século XX -, ao mesmo tempo em que presta um tributo aos seus docentes na pessoa de Carlos Nelson Coutinho (in memoriam), um de seus destacados protagonistas, aqui homenageado.


Palavras-chave


Pós-graduação em Serviço Social; História do Serviço Social; Homenagem a Carlos Nelson Coutinho.

Texto completo:

PDF

Referências


ABESS/ CEPESS. Diretrizes gerais para o curso de Serviço Social (com base no currículo mínimo aprovado em Assembleia Geral Extraordinária de 08 de novembro de 1996). In: Caderno Abess nº 7. Formação profissional. Trajetória e desafios. São Paulo: Cortez, 1997.

ABESS. Caderno ABESS nº 2, Educação Popular. São Paulo: Cortez,1988.

ABESS Caderno ABESS n º 5. A produção do conhecimento no Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1992.

ALVES, Maria Helena. Estado e oposição no Brasil (1964-1984). Petrópolis: Vozes, 1984.

ANDER-EGG, Ezequiel. Lectura critica del documento de Teresópolis (1ª parte).Hoy en el Trabajo Social, nº 25.Buenos Aires: ECRO, dez, 1972, p. 61-76.

.;____ Lectura crítica del Documento de Teresópolis. 2da parte, comentário al trabajo de Jose Lucena Dantas. “La teoria metodológica del Servicio Social. Um abordage sistemático”. Bibliográficas. Hoy en el Trabajo Social, nº 26.Buenos Aires: ECRO, abr, 1973, p. 35-37.

AQUÍN, Nora. Reconceptualización: un trabajo social alternativo o una alternativa al trabajo social? Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 84, p. 48-65, 2005.

BARBOSA, M. Margarida. Objetivos profissionais e objetivos institucionais na trajetória do Serviço Social: Belo Horizonte, 1960-1984. São Paulo: PUC/SP, 1989.

BEHRING, Elaine. Crise do capital, fundo público e valor. In: BOSCHETTI, I., BEHRING, E., SANTOS, S. M. E MIOTO, R. C. T. Capitalismo em crise. Política social e direitos. São Paulo: Cortez, 2010, p.13-34.

BIHR, Alain. Da grande noite à alternativa. O movimento operário europeu em crise. 2. ed. São Paulo: Boitempo, 1999.

BRAVO, Maria Ines Souza. Lutas, desafios e conquistas da Escola de Serviço Social da UFRJ. In: UFRJ. Curso de Serviço Social na UFRJ. 70 anos de História. Rio de Janeiro: UFRJ, 2007., p.57-66.

BRAVO, Maria Inês Souza e FREIRE, Silene Moraes. Trajetória Histórica das Primeiras Unidades Públicas de Ensino de Serviço Social no Rio de Janeiro. Serviço Social & Sociedade, v. 96, 2008. p. 128-150.

Carvalho, Raul de. Modernos agentes da justiça e da caridade. In: Serviço Social & Sociedade n. 2. São Paulo: Cortez, 1980, p. 43-51.

CBCISS. Teorização do Serviço Social. Documentos de Araxá, Terezópolis e Sumaré. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Agir, 1986.

CELATS. Evento. El Celats: organismo de cooperación técnica internacional. Revista Acción Crítica nº1. dez. 1976, p. 9-13.

COUTINHO, Carlos Nelson. Contra a Corrente. Ensaios sobre democracia e socialismo. São Paulo: Cortez, 2000.

____ Gramsci. Um estudo sobre seu pensamento político. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 1989.

____ A democracia como valor universal e outros ensaios. 2. ed. amp. Rio de Janeiro: Salamandra, 1984.

____ Marxismo e Política. A dualidade dos poderes e outros ensaios. São Paulo: Cortez, 1994.

____ Cultura e sociedade no Brasil. Ensaios sobre ideias e formas. 2ª ed. revista e ampliada. Rio de Janeiro: DP&A ed., 2000.

____ Intervenções: O marxismo na batalha das idéias. São Paulo: Cortez, 2006.

____ O estrutralismo e a miséria da razão. 2ªed. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

____ Lukács, Proust e Kafka. Literatura e sociedade no século XX. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

____ e NOGUEIRA, Marco Aurelio (orgs). Gramsci e a América Latina. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

DAHMER PEREIRA, Tatiana. Escola de Serviço Social da Universidade do Brasil: um breve resgate de sua história. In: UFRJ. Curso de Serviço Social na UFRJ. 70 anos de História. Rio de Janeiro: UFRJ, 2007, p.7-10.

ESS/UFRJ: Proposta do Programa de doutorado em Serviço Social na UFRJ. Cadernos do Núcleo de Pesquisa e Publicações da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, ESS/UFRJ, (mimeo), abril de 1990.

FREIRE, Paulo. Rol del trabajador social en el proceso de cambio. Hoy en el Trabajo Social nº 16-17. Buenos Aires: ECRO, 1969, p. 89-104.

IAMAMOTO, Marilda Villela. Os 70 anos da Faculdade de Serviço Social da UERJ na história do Serviço Social brasileiro. In: VELOSO, Renato dos Santos; CARVALHO, Paulo Roberto M.; ALMEIDA, Ney Luis T.; MELO, Ana Inês Simões. C.Trajetória da Faculdade de serviço Social da UERJ. 70 anos de História. Rio de Janeiro. Ed. UERJ, 2014.

____. O debate contemporâneo da reconceituação do Serviço Social: ampliação e aprofundamento do marxismo. Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez, 1998. p. 201-250.

IAMAMOTO, Marilda V.; CARVALHO, Raul. Relaciones Sociales y Trabajo Social. Lima: CELATS, 1985. Versão de Manuel Manrique Castro.

IAMAMOTO, Marilda Villela, KARCH, Úrsula Simon; ARAÚJO, Jairo Mello de. Relatório Avaliativo da Área de Pós-graduação em Serviço Social. (Período 1987/1989). Serviço Social e Sociedade, São Paulo, v. 38, p. 141-166, 1992.

____ Informe Evaluativo del Area. Pós-Graduación en Trabajo Social (Trienio 87-89). El Post Grado en América Latina. Materiales de Reflexión Nº 2, Lima - Peru, v. 2, p. 25-45, 1991.

IANNI, Octavio. A ditadura do grande capital. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1981.

LIMA, Leila; RODRIGUEZ, Roberto. "Metodologismo: estallido de una época", In: Acción Critica n. 2, Lima (Peru); Celats, p.15-41, jul. 1977.

MAGUIÑA Larco, Alexandrino. Desarrollo capitalista y Trabajo Social. Peru: Celats, 1979.

MANRIQUE Castro, Manuel. De apostoles a agentes de cambio. El trabajo social en la historia latinoamericana. Peru: CELATS, 1982.

____ História do Serviço Social na América Latina. São Paulo: Cortez, 1984.

MANRIQUE, Manuel Castro; IAMAMOTO, Marilda Villela. Hacia el estudio de la história del Trabajo Social en América Latina. Acción Crítica nº 5.Lima: Celats, 1979, p. 53-73.

MIGLIARI, Maria de Fátima. Os outros podem ser o céu. In: UFRJ. Curso de Serviço Social na UFRJ. 70 anos de História. Rio de Janeiro: UFRJ, 2007, p.23-36.

MURICY, Moema. Instituto Social. Uma nova forma de ser da Igreja hoje. Dissertação de Mestrado em Teologia. Porto Alegre: PUC-RS, Faculdade de Teologia, 2000.

NETTO, José Paulo. Transformações societárias e Serviço Social: notas para uma análise prospectiva da profissão no Brasil. In: Serviço Social nº 50. São Paulo: Cortez, 1996, p. 87-132.

____ Autocracia burguesa e Serviço Social (Doutorado em Serviço Social). São Paulo: PUC/SP, 1991.

PINHEIRO, Maria Isolina. Serviço Social: uma interpretação do pioneirismo do Rio de Janeiro. Documentário. Rio de Janeiro: Edições UERJ, 1985.

QUIROGA, Consuelo. Uma invasão às ocultas: reduções positivistas no marxismo e suas manifestações no ensino de Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1989.

QUIROGA, Consuelo. (Org.). Compendio sobre la metodología del trabajo social. Buenos Aires: ECRO, 1973a.

____ Compendio sobre la reestructuración de la carrera de trabajo social. Buenos Aires: ECRO, 1973b, p. 25-67.

RAMOS, Maria Helena Rauta. Marcas e Marcos para a construção da ESS/UFRJ. In: UFRJ. Curso de Serviço Social na UFRJ. 70 anos de História. Rio de Janeiro: UFRJ, 2007, p.37-56.

RODRIGUES DA SILVA, Lídia. Maria. Aproximação do Serviço Social à tradição marxista: caminhos e descaminhos. Tese de doutorado. São Paulo: PUC/SP, 1991. 2 v.

RODRIGUEZ, Manuel, E, La rebelión estudantil y el Servicio Social. Revista Hoy en Servicio Social, nº 21. Buenos Aires: ECRO, jul. 1971, p. 17-32.

SIMIONATTO, Ivete. Gramsci: sua teoria, incidência no Brasil, influência no Serviço Social. 4ªed. São Paulo: Cortez Ed, 2011.

UFRJ. Histórias vividas, memórias presentes. Mesa redonda com as ex-diretoras da ESS/UFRJ, In: UFRJ. Curso de Serviço Social na UFRJ. 70 anos de História. Rio de Janeiro: UFRJ, 2007., p.67-98.

Fontes eletrônicas

https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/programa/quantitativos/quantitativoAreaAvaliacao.jsf) Consulta em 25/05/2016.

https://revistas.ufrj.br/index.php/praiavermelha/issue/view/386/showToc. Acesso em 22/10/2016.




Direitos autorais 2018 Revista Praia Vermelha