O MICROEMPREENDEDORISMO NA CONTEMPORANEIDADE: RAÍZES HISTÓRICAS DO ESTADO CAPITALISTA E FUNCIONALIDADES

Julia Gomes Novaes, Raysa Besighini Santos

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir a refuncionalização do Estado nos últimos anos, considerando as particularidades brasileiras no que tange a proteção social e a regulação trabalhista advindas de novas alternativas para promover a reprodução ampliada do capital. O enfoque desse estudo foi a regularização do microempreendedorismo que emerge a partir dos anos 2000 e corresponde à logica de desenvolvimento das políticas públicas nos governos petistas, de modo a efetivar  o consenso em torno da individualização e fragmentação política no conjunto diverso da classe trabalhadora.


Palavras-chave


pobreza; microempreendedorismo; Estado; capitalismo; políticas públicas.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Giovanni. Dimensões da Reestruturação Produtiva: ensaios da sociologia do trabalho. Londrina: Práxis; Bauru, 2007.

________________.Terceirização e neodesenvolvimentismo no Brasil. Blog da Boitempo. São Paulo, 20 de maio 2013. Disponível em: https://blogdaboitempo.com.br/2014/08/11/terceirizacao-e-neodesenvolvimentismo-no-brasil. Acesso em 08/01/2018.

ANTUNES, Ricardo. Os caminhos da Liofilização organizacional: as formas diferenciadas da reestruturação produtiva no Brasil. Revista Idéias, Campinas, 2002- 2003, p.13-24

BEHRING, Elaine Rossetti; BOSCHETTI, Ivanete. Política Social -- fundamentos e história. -- 6° ed. -- São Paulo: Cortez, 2011.

CASTELO, R. O novo desenvolvimentismo e a decadência ideológica do pensamento econômico brasileiro. Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 112, p. 613- 636, out./dez. 2012.

CHESNAIS, François. A mundialização do Capital. São Paulo: Xamã, 1996.

CORLETTO, Alejandra Pastorini. Elementos orientadores das reformas da proteção social na América Latina. In: Argumentum, Vitória, v. 2, n. 1, p. 133-149, Jan./Jun. 2010.

ENGELS, Friedrich; MARX, Karl. Manifesto do partido comunista. -- 1. ed. -- São Paulo: Expressão Popular, 2008.

FILHO, Niemeyer Almeida. Introdução. Desenvolvimento e independência: cátedra Ruy Mauro Marini/ Organizador: Niemeyer Almeida Filho. -- Brasília: Ipea, 2013.

FERNANDES, Florestan. A revolução burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. 5ªed. São Paulo: Globo, 2006.

IASI, Mauro. Estado e ideologia na trama conjuntural. São Paulo: Instituto Caio Prado Jr., 2017.

MANDEL, Ernest. O capitalismo tardio / Ernest Mandel; introdução de Paulo Singer; tradução de Carlos Eduardo Silveira Matos, Regis de Castro Andrade e Dinah de Abreu Azevedo (Os economistas). -- São Paulo: Abril Cultural, 1982.

MARX, Karl. Prefácio do Capital, 1867. Disponível em:

https://www.marxists.org/portugues/marx/1867/ocapital-v1/prefacioseposfacios.htm Acesso em 08/01/2018.

___________. O 18 de Brumário de Luís Bonaparte / Karl Marx; [tradução e notas Nélio Schneider; prólogo Herbert Marcuse]. -- São Paulo: Boitempo, 2011.

____________. O capital: crítica da Economia Política: livro I/ Karl Marx; tradução de Reginaldo Sant'Ana- 34ª ed - Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016.

____________. Os despossuídos: debates sobre a lei referente ao furto da madeira. Tradução de Karl Marx Nélio Schneider, tradução de Daniel Bensaid Mariana Echalar. São Paulo, Boitempo, 2017.

MATTOS, Marcelo Badaró. “Estado e formas de dominação no Brasil contemporâneo”. In: Estado e formas de dominação no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro, Conseqüência Editora, 2017.

MAURIEL, Ana Paula Ornellas. Combate à Pobreza e Desenvolvimento Humano: impasses teóricos na construção da política social na atualidade. Tese (doutorado) -- Campinas/SP: Universidade Estadual de Campinas; Ciências Sociais, 2008.

MOTA, A. E. Crise contemporânea e as transformações na produção capitalista In: Serviço social: direitos sociais e competências profissionais, Brasília, DF: CFESS/ABEPSS, 2009.

NETTO, José Paulo. Capitalismo Monopolista e Serviço Social. -- 2. ed. -- São Paulo: Cortez, 1996.

NETTO, José Paulo; BRAZ, Marcelo. Economia Política: uma introdução crítica. -- 7. ed. -- São Paulo: Cortez, 2011.

SEBRAE. Se é pela pequena empresa é pelo Brasil. Disponível em : http://leigeral.sp.sebrae.com.br/arquivos/relatorio_lei_geral.pdf. Acesso em 08/01/2018

UGÁ, Vivian Dominguez. “A categoria "pobreza" nas formulações de política social do Banco Mundial”. Revista de Sociologia e Política. Curitiba. Novembro, 2004 n. 23 p 55- 62.

http://www.portaldoempreendedor.gov.br/estatistica. Acesso em 07/01/2018.




Direitos autorais 2019 Revista Praia Vermelha

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR