Megaeventos esportivos no Rio De Janeiro: continuará a cidade, maravilhosa?

Tatiana Borin

Resumo


O Brasil está em um momento de grande visibilidade mundial, visto que sediará os dois maiores eventos esportivos da atualidade: a Copa do Mundo de Futebol FIFA, em 2014, e os Jogos Olímpicos, em 2016 (na cidade do Rio de Janeiro). Este trabalho tem por objetivo discutir criticamente para quais propósitos tais megaeventos esportivos estão sendo realizados no Brasil, especificamente no Rio de Janeiro. Para isso, foi realizada uma análise documental seguida de crítica a partir do materialismo histórico dialético. Foram utilizados documentos de organismos nacionais, além de notícias de jornais, sítios da internet e o dossiê da Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa (ANCOP). A presente sistematização apontou que tais megaeventos têm servido aos interesses dominantes, com concentração de recursos em determinadas áreas e desrespeito aos Direitos Humanos. A organização dos Comitês Locais da Copa e da ANCOP é um importante avanço na luta contra as políticas de criminalização da pobreza nas suas diversas formas de ataque.

Texto completo:

PDF

Referências


ARTICULAÇÃO NACIONAL DOS COMITÊS POPULARES DA COPA (ANCOP). Apresentação dos Comitês Populares. Portal Popular da Copa e das Olimpíadas. [s.l.] 2010. Disponível em: . Acesso em 14 de dezembro de 2012.

____. Dossiê Megaeventos e Violações dos Direitos Humanos no Brasil. [s.l.] 2. ed., Junho de 2012. 124p.

BATISTA, Vera Malaguti. “Dialogos com Vera Malaguti Batista”. [Buenos Aires]: In: Pagina/12, Dialogos, 5 de setembro de 2011. Entrevista concedida a Emilio Ruchansky. Disponível em: . Acesso em 10 de novembro de 2012.

BRASIL. Ministério das Cidades. Secretaria Nacional de Habitação. Déficit habitacional no Brasil 2008 / Ministério das Cidades. Secretaria Nacional de Habitação. 140 f., Elaboração: Fundação João Pinheiro, Centro de Estatística e Informações. Brasília, Ministério das Cidades, 2011.

____. Tribunal de Contas da União. O TCU e a Copa do Mundo de 2014: relatório de situação: dezembro de 2012 / Tribunal de Contas da União. 88f. Brasília: TCU, 2012.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do Ensino de Educação Física. 1. ed. -- São Paulo: Cortez, 1992.

COMITÊ POPULAR DA COPA E OLÍMPIADAS DO RIO DE JANEIRO (COP-RJ). Dossiê Megaeventos e Violações dos Direitos Humanos no Rio de Janeiro. 92f. Rio de Janeiro, Junho de 2012. Disponível em: . Acesso em 13 de agosto de 2012.

COMITÊS Populares da Copa completam um ano e encontram desafios na luta contra remoções forçadas. Terra de Direitos -- Organização de Diretos Humanos. Curitiba, 07 de maio de 2012. Disponível em: . Acesso em: 14 de julho de 2012.

COSTA, Gilberto; JERONYMO, Guilherme. “Mapa da Violência coloca Brasil entre os quatro países com maiores taxas de homicídio de jovens”. Agência Brasil. Brasília e Rio de Janeiro, 18 de julho de 2012. Disponível em: . Acesso em 18 de novembro de 2012.

EDITORIAL - Duas frentes de genocídio, um mesmo combate. A Nova Democracia, n°. 38, [s.l.] Dezembro de 2007. Disponível em: . Acesso em 16 de novembro de 2012.

FRANCISCO NETO, José. “Manifestação questiona remoções causadas pela Copa do Mundo”. Brasil de Fato. São Paulo, 29 de novembro de 2012. Disponível em: . Acesso em 17 de novembro de 2012.

FREIRE, Aluízio. “Cabral defende aborto contra violência no Rio de Janeiro”. Portal de notícias - G1. Rio de Janeiro, 24 de outubro de 2007. Disponível em: . Acesso em 06 de dezembro de 2012.

GALEANO, Eduardo. Futebol ao sol e à sombra. 1. ed. atual. Porto Alegre: LP&M, 2010.

MAGALHÃES, Luiz Ernesto. “Concessão do Maracanã devolverá ao estado menos de 30% do que foi investido na reforma”. O Globo. Rio de Janeiro, 22 de outubro de 2012. Disponível em: . Acesso em 06 de dezembro de 2012.

MASCARENHAS, Gilmar. “Globalização e espetáculo: o Brasil dos megaeventos esportivos”. In: DEL PRIORE, Mary; DE MELO, Victor Andrade (Org.). História do Esporte no Brasil: do Império aos dias atuais. Capítulo 17, p. 505-533. Editora UNESP, 2009.

PENNA, Adriana Machado. Esporte contemporâneo: um novo templo do capital monopolista. 2011. 172f. Tese (Doutorado) -- Faculdade de Serviço Social, Programa de Pós-graduação em Serviço Social, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2011.

SALLES, Marcelo. A chacina do Complexo do Alemão. A Nova Democracia. Rio de Janeiro, n°. 36, agosto de 2007. Disponível em: . Acesso em 27 de novembro de 2012.

SANTIAGO, Emerson. Política do Pão e Circo. 09 de abril de 2012. Disponível em < http://www.infoescola.com/historia/politica-do-pao-e-circo/>. Acesso em 11 de dezembro de 2012.

SANTOS, Emerson Cláudio Nascimento dos. Muito além da UPP: a limpeza étnica em torno dos enclaves fortificados dos ricos. In: União Campo, Cidade e Floresta. Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2011. Disponível em: . Acesso em 14 de novembro de 2012.

THUSWOHL, Maurício. “Cesar Maia consegue evitar CPI do Pan mais uma vez”. Carta Maior. Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2007. Disponível em: . Acesso em 11 de dezembro de 2012.

THUSWOHL, Maurício. “Olimpíadas de 2016 ensaiam o salto orçamentário do Pan”. Carta Maior. Rio de Janeiro, 26 de março de 2010. Disponível em: . Acesso em 11 de dezembro de 2012.




Direitos autorais 2016 Revista Praia Vermelha

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/deed.pt_BR