“Exportar é o que importa”: a opção pelo agronegócio no campo brasileiro durante o decênio 2003-13

André Villar Gomez, Marcos Barreira

Resumo


Na última década, o Brasil se tornou um dos maiores exportadores de commodities de todo o mundo. O agronegócio passou a ser considerado por muitos analistas como um modelo de sucesso. No entanto, esse modelo não cessou de aprofundar as contradições na sociedade e gerar graves problemas ecológicos. O presente texto busca mostrar que o proeminente lugar do agronegócio na última década não resultou do desenvolvimento “natural” da economia. Ela tem sido uma opção do governo do PT que, aproveitando a conjuntura econômica internacional favorável, estimulou a produção agrícola baseada na grande propriedade e na alta tecnologia, em detrimento da produção para o mercado interno e da pequena propriedade. Ao invés de um programa que alterasse a estrutura fundiária do país, o governo do PT contribuiu para promover uma espécie de “modernização conservadora” no campo brasileiro.

Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, C. As transformações do PT e os rumos da esquerda no Brasil. Entrevista concedida e coordenada por Demier, F. In. DEMIER, F. (org.) As transformações do PT e os rumos da esquerda no Brasil. Rio de Janeiro: Bom Texto, 2003.

BETTO, F. O calendário do poder. Rio de Janeiro: Rocco, 2007.

BRASIL. Ministério de Minas e Energia. Balanço Energético Nacional. Brasília: 2012a. Disponível em: . Acesso em: 11 de set. 2013.

BRASIL vai aumentar em 50% a importação de arroz, diz FAO. UOL Notícias Economia. 06 agos. 2012b. Disponível em: . Acesso em: 11 de set. 2013.

BRASIL precisará importar 200 mil toneladas de feijão, diz ministro. Jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 11 de set. 2013.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Agropecuário 2006. Rio de Janeiro, p.1-146, 2006. Disponível em: . Acesso em: 11 de set. 2013.

OLIVEIRA, A. Soberania alimentar requer rompimento com o agronegócio. Entrevista concedida a Valéria Nader, 30 mai. 2006 Disponível em: . Acesso em: 10 de set. 2013.

POCHMANN, M. Nova classe média? O trabalho na base da pirâmide social brasileira. São Paulo: Boitempo, 2012.

POLÍTICA no prato. Globo Rural, Rio de Janeiro, n. 157, Nov. 1998.

PORTO-GONÇALVES, C. W. A globalização da natureza e a natureza da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

RODRIGUES, R. Rumos do agronegócio brasileiro. Folha de São Paulo, 27 de setembro de 2012. Disponível em: . Acesso em: 11 de set. 2013.

SILVA, J. S. Segurança alimentar: uma agenda republicana. Estudos Avançados. São Paulo, v. 17, n. 48, mai/ago. 2013.

SILVA, J. G. Reforma agrária no século XXI. 25 de janeiro de 2007. Disponível em: . Acesso em: 10 de set. 2013.

SUMA, C.; SILVA, J. G. Hungry for investment: the private sector can drive agricultural development in countries that need it most. The Wall Street Journal, Nova Iorque, 6 set. 2012. Disponível em: . Acesso em: 11 de set. 2013.

UM ano otimista para a agricultura. Manchete Rural, Rio de Janeiro, n. 118, abr. 1997.

VAZ, L. A ética da malandragem. São Paulo: Geração Editorial, 2005.




Direitos autorais 2017 Revista Praia Vermelha