DOENÇA DE ALZHEIMER E DIABETES MELLITUS TIPO 2: QUAL A RELAÇÃO?

Anna Luiza Morais Santos, Vanessa Gomes Fraga, Carolina Antunes Magalhães, Leonardo Cruz de Souza, Karina Braga Gomes

Resumo


Fundamento: a Doença de Alzheimer (DA) é o tipo mais comum de
demência, sendo histologicamente caracterizada pela deposição de
peptídeo β-amiloide, hiperfosforilação da proteína tau, neuroinflamação
e perda neuronal, favorecida por diferentes mecanismos fisiopatológicos.
O diabetes mellitus tipo 2 (DM2) ocorre devido à resistência
periférica à insulina e à insuficiência insulínica (em fases mais
avançadas da doença). Dados epidemiológicos sugerem relação entre
DA e DM2, embora os supostos mecanismos fisiopatológicos comuns
dessa inter-relação sejam obscuros. Objetivos: revisar os principais
mecanismos fisiopatológicos compartilhados pela DA e DM2.
Métodos: foram pesquisados artigos de 2000 a 2017 nas bases de
dados do Portal CAPES/MEC, utilizando as palavras-chave: doença de
Alzheimer, diabetes mellitus tipo 2, lesão vascular, resistência à insulina
e estresse oxidativo. Resultados: 127 publicações foram analisadas
e 73 incluídas. Lesão endotelial, resistência à insulina e estresse
oxidativo foram os aspectos fisiopatológicos mais importantes e comuns
à DA e DM2. Conclusão: há indícios de relação entre DA e DM2,
embora não esteja clara se a relação é causal. Consequentemente, há
a necessidade de estudos mais aprofundados sobre marcadores e
mecanismos relacionados, visando o desenvolvimento de programas
de prevenção e intervenção nas duas doenças em conjunto


Palavras-chave


Neurologia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.