Tradução e adaptação transcultural da versão brasileira da Spinal Cord Independence Measure -- Self- Reported Version (brSCIM-SR)

Jocemar Ilha, Leonardo Cesar Melo Avila, Caroline Cunha do Espírito Santo, Alessandra Swarowsky

Resumo


O objetivo deste estudo foi realizar a validação transcultural
de um instrumento de autorrelato utilizado para avaliar o nível de independência funcional nas atividades de vida diária em pessoas com lesão da medula espinal (LME), a Spinal Cord Independence Measure -- Self-Reported Version (SCIM-SR) para a língua portuguesa do Brasil. Métodos: Duas traduções independentes da versão original do instrumento em inglês e síntese de uma versão em português foram realizadas, seguidas pela consulta de um painel de profissionais de reabilitação e confecção da versão pré-final, pré-teste (n = 13), retrotradução para a língua original e aprovação da autora original do instrumento. Resultados: A comparação do instrumento original com a retrotradução e aprovação garantiu que a equivalência semântica e a manutenção do conteúdo do instrumento tenham sido
adequadamente mantidas. Conclusão: A brSCIM-SR foi adequadamente validada transculturalmente ao português e pode ser utilizada como um instrumento de autorrelato para avaliar o nível de independência das pessoas com LME no Brasil.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.