Relação entre o equilíbrio e a capacidade funcional em hemiparéticos

Janmille de Sá Neves, Gabriela Ferreira, Tatiana Maíta Alves Conceição

Resumo


O Acidente Vascular Encefálico (AVE) é responsável por incapacidades na vida do sujeito e pode muitas vezes provocar o seu óbito. Nos indivíduos acometidos, o equilíbrio é um dos principais componentes prejudicados, resultando em incapacidade. A Escala de Berg (EB) é um instrumento validado para avaliação do equilíbrio nessa população e a Escala de Avaliação de Fugl-Meyer (EFM) é
também utilizada para avaliação do comprometimento sensório-motor e capacidade funcional nos pacientes vítimas de AVE. Objetivo: analisar a relação entre o equilíbrio e a capacidade funcional de pacientes hemiparéticos vítimas de AVE do Centro Universitário Jorge Amado. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional de corte transversal, realizado no ano de 2014, composto por 11 indivíduos, utilizando para coleta dos dados as EB e EFM como instrumento de avaliação. Resultados: Correlacionando a EB com a EFM, encontrou-se uma  correlação estatisticamente significante (r=0,680; p=0,021). Com a pontuação total da EB, foram correlacionados com os domínios“Sensibilidade” e “Função Motora do Membro Inferior - FMI” daEFM, além da idade e tempo de AVE, obtendo a maior relevância a relação tempo de AVE com EB (p=0,009), FMI (p=0,012) e sensibilidade(p=0,008). Os gêneros foram correlacionados com o equilíbrio e capacidade funcional, sendo as mulheres com menor pontuação na EB (p=0,425) e maior na EFM (p=0,767). Os indivíduos que realizam tratamento fisioterapêutico obtiveram melhor pontuação nas escalas (p=0,082 e p=0,166 para EB e EFM). Conclusão: Através dos resultados, é possível inferir que pacientes com melhor equilíbrio possuemmelhor capacidade funcional.


Palavras-chave


Fisioterapia; Neurologia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.