Compartilhando olhares sobre a terapia ocupacional em um centro de tratamento de queimados / Sharing views about occupational therapy at a burn treatment center

Manuella Matos de Azevedo, Ivana Monique Corpes Castro

Resumo


No Brasil, a Terapia Ocupacional sempre esteve ligada ao contexto hospitalar, e através dos tempos veio se consolidando como profissão da área da saúde que busca por meio do fazer humano o tratamento de diversas patologias com intuito principal de devolver a funcionalidade do indivíduo, porém, segue em busca de maior reconhecimento profissional. Por ainda estar em busca do seu valimento, este estudo intenta analisar as percepções acerca do terapeuta ocupacional na visão da equipe multidisciplinar. Esta pesquisa tem uma abordagem qualitativa fenomenológica do tipo descritiva exploratória, sendo desenvolvida com a equipe multiprofissional do Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência. Por meio das falas expostas percebe-se que, mesmo valorizado, pouco se entende do propósito do terapeuta ocupacional, porém, ainda foi evidenciado um olhar mais abrangente da prática deste profissional. Desta forma, refletiu-se sobre a necessidade de os terapeutas ocupacionais buscarem seu lugar junto a equipe do Sistema Único de Saúde, ressaltando sua importância no tratamento do queimado, e de se fazerem reconhecidos perante a equipe multidisciplinar.

 

Abstract

In the Brazilian context Occupational Therapy is always linked to the hospital context, has been consolidating itself through the times as a profession in the health area that seeks return the individual's functionality but continues in search of greater professional recognition. Still searching of your validity, this study tries to analyze the perceptions about the occupational therapist in the view of the multidisciplinary team. This research has a qualitative phenomenological approach of the exploratory descriptive type, being developed with the multiprofessional team of the Centro de Tratamento de Queimados of the Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, Brasil. Through the spoken lines, it was perceived that, even when valued, little is known about the purpose of the occupational therapist, but a more comprehensive look has been evidenced than it is. However there is need for occupational therapists to seek their place with the minimum team of the Unified Health System, emphasizing its importance in the treatment of burnt and to make themselves recognized by the multidisciplinary team was reflected.

Keywords: Hospitalization; Occupational therapy; Burn units.


Palavras-chave


Hospitalização; Terapia ocupacional; Unidades de queimados.

Texto completo:

PDF

Referências


Junior G F P, Vieira A C P, Alves G M C, Avaliação da qualidade vida de indivíduo queimados pós alta hospitalar. Revista Brasileira de Queimaduras, 2010, 9(4), p. 140 -- 145.

Bezerra T C R, Coutinho V S; Mugunba M C. Terapia ocupacional. In: Lima Junior E M, Barreto M G P. Rotina de atendimento ao queimado. 2ª ed. Fortaleza: Intergráfica, 2006.

Siqueira F M B, Juliboni E P K. A atuação da atividade terapêutica na reabilitação do paciente queimado na fase aguda. UFSCAR: Caderno de Terapia Ocupacional, 2000.

Busnardo A P V S, Scaravelli T M G. Terapia Ocupacional com Paciente Queimados. IN: DE CARLO M M R P. Terapia Ocupacional: Reabilitação Física e Contextos Hospitalares. São Paulo: Roca, 2004.

Minayo M C S. O desafio do conhecimento - pesquisa qualitativa em saúde. 11ªed. São Paulo: Hucitec, 2008.

Centro de Tratamento de Queimados do HMUE. Disponível em: < http://www.hmue.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=49&Itemid=67> Acesso em: 01 Ago 2012.

Boni V, Quaresma S J. Aprendendo a entrevistar: como fazer entrevistas em Ciências Sociais. Revista Eletrônica dos Pós-Graduandos em Sociologia Política da UFSC, janeiro-julho/2005, p. 68-80.

Caregnato R C A, Mutti R. Pesquisa Qualitativa: Análise de discurso versus Análise de Conteúdo. Revista Texto Contexto Enferm, 2006, 4(14).

Schwartz G M. Dinâmica lúdica: novos olhares. São Paulo, Manole, 2004.

Benetton J. O encontro do sentido do cotidiano na Terapia Ocupacional para a construção de significados. Revista Ceto, 2010, 12 p. 32-39.

Drummond A F. Fundamentos da Terapia Ocupacional. In: Cavalcanti A, Galvão C. Terapia Ocupacional: Fundamentação e prática. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2007.

Castro E D, Lima E M F A, Brunello A I B. Atividades humanas e Terapia ocupacional. In: De Carlo M M R P, Bartalotti C C. Terapia Ocupacional no Brasil: Fundamentos e perspectivas. São Paulo: Plexus, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

      

       

    Resultado de imagem para REDIB