Contribuições da terapia ocupacional através de atividades produtivas e de lazer na internação hospitalar prolongada/ Contributions of Occupational Therapy Through Productive and leisure Activities in prolonged hospitalar intervention

Jéssica Tainara de Macedo Maia, Laís Sena Leal

Resumo


Este estudo concerne em uma análise da prática de uma estagiária de Terapia Ocupacional desenvolvida em um hospital de Belém-Pa, de referência na atenção à doenças cardiológicos, nefrologia e psiquiatria.  Foram realizadas atividades produtivas, que podem ser consideradas como lazer, caso o indivíduo a desempenhe ela de forma prazerosa e por escolha própria. O terapeuta ocupacional neste contexto, utiliza ocupação de forma terapêutica, compreendendo o valor do fazer, criar, expressar e falar, em vista a diminuir efeitos da hospitalização. Munindo o paciente/família de informações e recursos para facilitar a adesão ao tratamento destes. Favorecendo melhor adaptabilidade de rotina e hábitos.

Abstract:

This study concerns an analysis of the practice of an Occupational Therapy intern developed in a hospital in Belém-PA, reference in the care of heart disease, nephrology and psychiatry. Productive activities were performed, which can be considered as leisure, if the individual performs it pleasantly and by choice. The occupational therapist in this context uses occupation in a therapeutic manner, understanding the value of doing, creating, expressing and speaking, in order to reduce the effects of hospitalization. Providing the patient / family with information and resources to facilitate their adherence to treatment. Favoring better routine adaptability and habits.

Keywords: Hospitalization; Hospital Occupational Therapy Service; Hospital care; Leisure activities.

 

Resumen

Este estudio se refiere a un análisis de la práctica de un interno de Terapia Ocupacional desarrollado en un hospital en Belém-PA, referencia en el cuidado de enfermedades del corazón, nefrología y psiquiatría. Se realizaron actividades productivas, que pueden 

considerarse como ocio, si el individuo lo realiza de manera agradable y por elección. El terapeuta ocupacional en este contexto utiliza la ocupación de manera terapéutica, entendiendo el valor de hacer, crear, expresar y hablar, para reducir los efectos de la hospitalización. Proporcionar al paciente / familia información y recursos para facilitar su adherencia al tratamiento. Favorecer una mejor adaptabilidad y hábitos de rutina.

Palabras clave: Hospitalización; Servicio de Terapia Ocupacional del Hospital; Atención hospitalaria; Actividades de ócio.


Palavras-chave


Hospitalização; Serviço Hospitalar de Terapia Ocupacional; Assistência Hospitalar; Atividades de Lazer.

Texto completo:

PDF

Referências


Hagedorn R. Desempenho Ocupacional Competente no Ambiente. In: Hagedorn R. Ferramentas para a Prática em Terapia Ocupacional: Uma abordagem Estruturada aos Conhecimentos e Processos Centrais. Roca; 2007, p. 10-25.

Hagedorn R. Modelos de Terapia Ocupacional. In: Hagedorn R. Fundamentos Para a Prática em Terapia Ocupacional. 3. ed. Roca; 2013, p. 151-180.

Abreu VPS. Avaliação Da Percepção e da Cognição. In: Cavalcanti A.; Galvão C. Terapia Ocupacional: Fundamentação & Prática. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan; 2007, p. 94-102.

Francisco BR. Terapia Ocupacional. São Paulo. Papirus; 1988.

Martinelli AS. A Importância De Atividades De Lazer Na Terapia Ocupacional. Cad. Tera. Ocupa. da Ufscar. São Carlos. 2011; 19(1):111-118.

Santana JPD; Melo FDA; Jesus JR; Santos BTP. Trabalho E Lazer: A Busca Por Sentido Dentro E Fora Do Trabalho. Rev. Bras. Ciênc. Esporte. Florianópolis. 2014; 36(2):591-602.

Silva SNP. Análise da Atividade. In: Cavalcanti A; Galvão C. Terapia Ocupacional - Fundamentação e Prática. Guanabara Koonga;2007, p. 110-124.

Angeli AAC de; Luvizaro NA; Galheigo SM. O cotidiano, o lúdico e as redes relacionais: a artesania do cuidar em terapia ocupacional no hospital. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, [s.l.]. 2012; 40(16): 261-272.

De Carlo MMRP; Bartalotti CC; Palm RCM. A Terapia Ocupacional em Reabilitação Física e Contexto Hospitalares: Fundamentos para a Prática. In: De Carlo MMRP; Luzo MC. Terapia Ocupacional: Reabilitação Física e Contextos Hospitalares. São Paulo. Roca; 2004, p. 3-28.

Cordeiro JJR. Cardiologia. In: Cavalcanti, A.; Galvão, C. Terapia Ocupacional: fundamentação & prática. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan; 2007, p.500-506.




DOI: https://doi.org/10.47222/2526-3544.rbto22432

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

   

           

   Resultado de imagem para REDIB