Small Clauses: origins and state of affairs

Marcos Carreira, Maria José Foltran, Andrea Knöpfle

Resumo


This paper presents (part of) the debate on what has been called Small Clauses (SC), discussing its origins and state of the art. In a nutshell, they refer to a subset of constructions that express a tenseless subject-predicate relation. The proposals regarding the existence of SCs and their structural descriptions go along with the historical development of the Generative Program itself, raising important questions on grammar proposals and providing empirical findings. In this article, we present an historical background of some of those proposals that involve SCs and summarize some of their most prominent researchers, along with prototypical examples and Brazilian Portuguese data, when relevant.

--------------------------------------------------------------------------

Este artigo apresenta parte do debate sobre o que tem sido chamado de Small Clauses, sua origem e estado de arte. Small Clauses (ou Miniorações) se referem a um subgrupo de construções que expressam uma relação sujeito-predicado que não apresenta marcas de tempo (tense). As propostas relacionadas à existência de SCs e suas descrições estruturais acompanharam o próprio desenvolvimento do Programa Gerativista, levantando questões importantes sobre propostas de gramáticas e trazendo descobertas empíricas. Neste artigo, apresentamos uma retomada histórica de algumas propostas que envolveram SCs e recapitulamos alguns dos seus pesquisadores mais importantes, juntamente com exemplos típicos e dados do Português Brasileiro quando relevantes.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.31513/linguistica.2017.v13n2a14040


Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: