Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista Linguíʃtica?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

Normas para submissão [abrir as normas em PDF]

1. Normas gerais

a) A Revista Linguíʃtica tem como foco editorial artigos pertinentes ao campo temático relacionados a uma de suas seis linhas de pesquisa (Gramática na Teoria Gerativa; Estudos de Línguas Indígenas Brasileiras; Modelos Funcionais Baseados no Uso, Linguagem, Mente e Cérebro, Tecnologia e Inovação em Linguística e Variação e Mudança Linguística) e aceita submissões eletrônicas de textos inéditos de alta qualidade científica.

b) Cada autor pode submeter apenas dois textos, sendo um como primeiro autor e um como segundo autor, por número da revista. Além disso, tendo tido um ou dois textos publicados, só poderá voltar a publicar na revista após o interstício de 3 números.

c) Além de artigos completos, a revista também aceita submissões para textos nos formatos especiais de entrevista, resenha e artigo reduzido (squib). Apenas um texto em cada formato especial (entrevista, resenha e squib) será publicado por número.        

d) O texto não pode ser submetido a outra revista ou servidores de preprint concomitantemente. Nesses casos, os editores devem ser consultados.

e) Serão aceitos textos em português, inglês, francês ou espanhol.

f) O texto deverá ser devidamente revisado pelo autor antes da submissão do trabalho. A comissão editorial reserva-se o direito de efetuar nova revisão e de encaminhá-la para que o(s) autor(es) proceda(m) aos ajustes indicados. Textos que apresentem problemas de forma, estilo e/ou adequação aos padrões da revista serão rejeitados antes mesmo de serem encaminhados aos avaliadores.

g) O arquivo *.doc, *.docx ou *.rtf  não pode ser identificado com os dados do(s) autor(es). Os trabalhos serão associados aos metadados preenchidos no momento da submissão e serão reconhecidos pelo sistema. Por essa razão, é imprescindível atenção para a correção no preenchimento dos campos: autor/coautor, titulação/afiliação, e-mails e resumo da biografia (que poderá ser retirado do resumo do Currículo Lattes).

h) A revista utiliza a licença Creative Commons Não-Comercial 4.0, que permite a reprodução parcial, o compartilhamento e a adaptação dos textos, porém, sem fins lucrativos. Em caso de utilização comercial, os editores devem ser consultados.

2. Formatação do texto submetido para avaliação

2.1 Limite para artigos entre 10 e 25 páginas do título às referências sem contar figuras (entre 35.500 e 89.000 caracteres com espaço); entre 5 a 10 páginas para squibs (entre 18.000 e 35.000), e entre 3 e 8 páginas (entre 10.700 e 28.900 caracteres com espaço) para resenhas e entrevistas.

2.2 Os artigos devem conter, obrigatoriamente: título, resumo e palavras-chave em português e inglês (e no idioma original, caso esteja redigido em outro idioma); e referências ao final do texto.

2.3 As resenhas devem conter, obrigatoriamente: um título próprio, em português e inglês (e no idioma original, caso esteja redigido em outro idioma); e referências ao final do texto, onde deverá constar a referência completa da obra resenhada.

2.4 Os textos devem ser formatados da seguinte forma:

a) Corpo do texto:

  • Tamanho de página A4
  • Fonte times new roman em tamanho 12
  • Entrelinha de  1,5
  • Parágrafos justificados com entrada de 1,25 cm na primeira linha a partir da margem esquerda
  • Margem superior e esquerda de 3 cm  e margem inferior e direita de 2 cm
  • Formato do arquivo *.doc, *.docx ou *.rtf.

b) Títulos:

  • O título original deve vir no início do texto, em caixa alta, fonte Times New Roman, tamanho 14, centralizado, espaçamento 1,5.
  • O título vertido para o inglês deve vir uma linha abaixo do título original, em itálico, com um espaço 1,5, em caixa alta, fonte Times New Roman, tamanho 12. Se o artigo for redigido em língua inglesa, o título traduzido para o português deve vir nesse lugar, no mesmo formato.
  • Se o idioma original não for o inglês ou o português, os títulos nesses dois idiomas devem ser fornecidos, obrigatoriamente. No caso, o título em português deve vir na linha imediatamente abaixo do título original, seguido do título em inglês, ambos em itálico, com espaço 1,5, em caixa alta, fonte Times New Roman, tamanho 12.

c) Resumos e palavras-chave:

  • Os resumos e palavras-chave devem ser fornecidos obrigatoriamente em português e inglês; e no idioma original, caso o texto não seja redigido em um desses dois idiomas.
  • A palavra resumo no idioma original deve vir duas linhas abaixo dos títulos, com espaçamento 1,5, alinhado à esquerda, fonte tamanho 11, em caixa alta, negrito, seguido de dois pontos.
  • O texto do resumo no idioma original deve se iniciar logo abaixo do título RESUMO, deve conter, no máximo, 250 (duzentas e cinquenta) palavras em parágrafo único, com espaçamento simples, alinhamento justificado, sem recuo de parágrafo e fonte Times New Roman tamanho 11.
  • De 3 a 5 palavras-chave no idioma original devem vir uma linha abaixo do texto do resumo, precedido do termo palavras-chave (que deverá estar em caixa alta e seguido de dois pontos), fonte Times New Roman tamanho 11.
  • Em seguida ao resumo e palavras-chave no idioma original, devem vir o resumo em inglês (abstract) e palavras-chave (keywords), com a mesma formatação. Se o artigo for redigido em língua inglesa, o resumo e palavras-chave em português deve vir nesse lugar, no mesmo formato.
  • Se o idioma original não for o inglês ou o português, os resumos e palavras-chave nesses dois idiomas devem ser fornecidos, obrigatoriamente. No caso, a ordem de apresentação fica: idioma original, português e inglês.

3. Estrutura interna do texto

a) Ilustrações – figuras, gráficos, quadros e tabelas devem ter título e indicação de sua fonte. Quando tiverem sido produzidas pelo próprio autor, deverá constar “Fonte: elaboração própria”. A fonte deve estar posicionada abaixo da ilustração.
b) Notas - notas explicativas devem ser utilizadas num mínimo possível e devem aparecer como nota de rodapé ao longo do texto.
c) expressões latinas e nas demais línguas estrangeiras devem estar em itálico.
d) os títulos das seções devem vir sem recuo, numerados, em negrito e com a primeira letra em maiúscula.
e) no texto, a designação de títulos de obras deve vir em itálico, com maiúscula apenas no início, exceto em casos de nomes próprios.

4. Citações

As citações devem seguir as normas da ABNT, que são:

4.1 Nome do autor ao longo do texto:

a) Autor de citação fora de parênteses: usar letra inicial maiúscula seguida de minúsculas e colocar ano da obra e número da página consultada, depois da abreviação “p.”, entre parênteses.

Ex.: Segundo Marcuschi (2008, p. 154), apropriar-se de um gênero textual significa apropriar-se também de um modo de realizar, por meios linguísticos, determinados objetivos em situações sociais específicas.

b) Autor de citação entre parênteses: usar apenas letras maiúsculas, seguidas de ano de indicação de página.

Ex.: Dominar um gênero textual significa dominar um modo de realizar, por meios linguísticos, determinados objetivos em certas situações sociais. (MARCUSCHI, 2008, p. 154).

4.2 Citações indireta e direta:

a) Citação indireta: não usar aspas, mas indicar autor, data e página.

Ex.: De acordo com Marcuschi (2008, p. 174), há uma estreita relação entre gêneros textuais e os suportes que o veiculam.

b) Citação direta com menos de três linhas: usar aspas duplas, indicando, ainda, autor, data e página. No caso de citação dentro da citação, usar aspas simples.

Ex.: A noção de gênero textual tem recebido grande destaque e diversos tratamentos no campo dos estudos de linguagem, pois tem-se reconhecido que “toda a manifestação verbal se dá sempre por meio de textos realizados em algum gênero” (MARCUSCHI, 2008, p. 154).

c) Citação direta com mais de três linhas: parágrafo com recuo de 4 cm, fonte tamanho 10, sem itálico e sem aspas, indicando, no final, entre parênteses, autor, data e página.

Ex.:
Quanto à relação entre gêneros textuais, tipos textuais e domínios discursivos, é importante ressaltar que:

[...] para a noção de tipo textual, predomina a identificação de sequências linguísticas como norteadora; e para a noção de gênero textual, predominam os critérios de padrões comunicativos, ações, propósito e inserção sócio-histórica. No caso dos domínios discursivos, não lidamos propriamente com textos, e sim com formações históricas e sociais que originam os discursos. (MARCUSCHI, 2008, p. 158, grifo do autor)

d) Intervenções em citação direta: sinalizar supressões com reticências entre colchetes.

Ex.: Quando se fala em domínios discursivos, “lidamos [...] com formações históricas e sociais que originam os discursos. (MARCUSCHI, 2008, p. 158).

4.3 Obras e autores:

a) Citação de mais de uma obra de um mesmo autor publicadas no mesmo ano: acrescentar letra minúscula, em ordem alfabética, após a data sem espaço no texto e nas referências ao final do texto.

Ex.: Os estudos sobre oralidade e sua relação com a escrita têm trazido significativas contribuições para o campo do ensino de língua portuguesa. (MARCUSCHI, 1997a, 1997b).

b) Citação de mais de uma obra de um mesmo autor publicadas em anos diferentes: separar ano das obras por vírgula.

Ex.: Marcuschi (1991, 1996, 1997, 2008) também se dedicou ao estudo dos processos de leitura e compreensão textual.

c) Citação de obra com mais de um autor: separar cada autor por ponto-e-vírgula.

Ex.: À luz dos estudos variacionistas, pode-se afirmar que todo falante domina diversos registros de sua própria língua, considerando as múltiplas redes de interação social e cultural de que participa. (FARACO; ZILLES, 2017, p. 36).

d) Citação de obras de diferentes autores: separar cada obra por ponto-e-vírgula em ordem alfabética, acrescida das páginas.

Ex.: A ideia de que cada falante, no seio de uma sociedade diversificada e heterogênea, se caracteriza por ser uma espécie de poliglota em sua língua perpassa diferentes obras. (BECHARA, 2007, p. 4; FARACO; ZILLES, 2017, p. 36).

e) Para os demais casos, recomenda-se consultar diretamente o texto das normas da ABNT.

f) Todos os autores citados ao longo do texto devem estar relacionados, obrigatoriamente, nas referências ao final do texto. As referências ao final do texto devem limitar-se às realmente citadas ao longo do artigo.

5. Referências

5.1 As referências devem vir após o último elemento do texto. Devem estar em ordem alfabética pelo sobrenome do autor, sem recuo na segunda linha, com alinhamento justificado e separadas entre si por entrelinhas simples.

5.2 As formas básicas de referências são apresentadas e exemplificadas a seguir:

a) Livro: especificar autor(es) (indicados pelo último sobrenome, em maiúsculas, e com prenomes por extenso e demais sobrenomes, título (em itálico) e subtítulo (sem itálico), edição, local, editora e data de publicação.

Ex.: MARCUSCHI, Luiz Antônio, S. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

b) Capítulo de livro: especificar autor(es), autor e título da parte, seguidos da expressão In: e da referência completa do livro, além do intervalo de páginas em questão. Se o autor do capítulo for o mesmo que o autor da obra, substituir seu nome por seis traços underline contínuos e seguidos de ponto. Para a indicação de organizadores ou coordenadores, por exemplo, deve-se empregar (org.) ou (coord.), respectivamente, em minúsculas e no singular.

Ex.: MAINGUENEAU, Dominique. Ethos, cenografia, incorporação. In: AMOSSY, Ruth (org.). Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2008. p. 69-92.

c) Tese, dissertação ou monografia: incluir autor, título (em itálico), subtítulo (se houver, sem itálico), ano de conclusão do trabalho, número de folhas, tipo do trabalho (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso etc.), grau (especialização, doutorado, entre outros) e curso entre parênteses, unidade acadêmica, instituição, local e data de apresentação ou defesa.

Ex.: FREITAS, Elir Ferrari. "Isso é trabalho de mulher!": mídia e memória discursiva de masculinidade em trabalho do lar. 2017. 145 f. Tese (Doutorado em Estudos de Linguagem) – Instituto de Letras, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017.

d) Artigo e/ou seção em periódico: indicar autor(es), título do artigo ou da matéria, subtítulo (se houver), título do periódico (em itálico), subtítulo (se houver, sem destaque), local de publicação, numeração do ano e/ou volume, número e/ou edição, tomo (se houver), páginas inicial e final, e data ou período de publicação.

Ex.: ALVES, Ida. Em torno da paisagem: literatura e geografia em diálogo interdisciplinar. Revista da Anpoll, Florianópolis, v. 1, n. 35, p. 181-202, jul./dez. 2013.

 e) Matéria de jornal: especificar autor(es), título da matéria, subtítulo (se houver), título do jornal (em destaque), subtítulo do jornal (se houver, sem destaque), local de publicação, numeração do ano e/ou volume, número (se houver), data de publicação, seção, caderno ou parte do jornal e a paginação correspondente. Caso não haja seção, caderno ou parte, a paginação do artigo ou matéria precede a data.

Ex.: SALLES, Walter. A língua de Cesária aproxima o Brasil de Cuba e Cabo Verde. Folha de São Paulo, São Paulo, 28 abr. 2001. Folha Ilustrada, Caderno E, p. 10.

f) Trabalho publicado em evento: indicar autor(es), título do trabalho (sem destaque), expressão In:, nome do evento em maiúsculas, numeração do evento (se houver), ano e local (cidade) de realização, título do documento (anais, atas etc.), local, editora, data de publicação e página inicial e final da parte referenciada.

Ex.: FERES, Beatriz dos Santos. Espelho, espelho meu: a sedução de uma cultura de massa. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS SOBRE DISCURSO E ARGUMENTAÇÃO, 3. Alagoas. Anais [...]. Ilhéus: Editus – Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz, 2016. p. 710-720.

g) Documento de acesso exclusivo em meio eletrônico (bases de dados, sites, programas, mensagens eletrônicas etc.): incluir autor(es), título do serviço ou produto (em destaque), local, editora e data de publicação e descrição física do meio eletrônico.

Ex.: HOUAISS, Antônio et alDicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. 1 CD-ROM.

h) Se alguma das obras referenciadas estiver disponível on-line, além da referência, deve-se necessariamente indicar os seguintes dados: endereço eletrônico, apresentado entre os sinais < > e precedido da expressão “Disponível em:”, e a data de acesso ao documento (dia, mês abreviado e ano completo, separados apenas por espaço), precedida da expressão “Acesso em”, seguida de dois pontos. Nesses casos, o endereço eletrônico deve estar com hiperlink.

Ex.: ALVES, Ida. Em torno da paisagem: literatura e geografia em diálogo interdisciplinar. Revista da Anpoll, Florianópolis, v. 1, n. 35, p. 181-202, jul./dez. 2013. Disponível em: < https://anpoll.emnuvens.com.br/revista/article/view/650 >. Acesso em: 15 mar. 2019.

Ex.: VERISSIMO, Luis Fernando. Doença: perdemos o paraíso da ignorância satisfeita. O Globo, Rio de Janeiro, 31 jan. 2019. Disponível em: < https://oglobo.globo.com/opiniao/doenca-23415501 >. Acesso em: 13 mar. 2019.

i) Se o item referenciado tiver DOI, deve-se informar o número ao final da referência (opção 1), ou em substituição ao endereço eletrônico (opção 2):

Ex. opção 1 (preferencial): CANCEIRO, Nádia. Relações referenciais em frases coordenadas e subordinadas adverbiais. Revista Linguíʃtica, Rio de Janeiro, v. 14, n. 2, p. 139-170, set. 2018. Disponível em: < https://revistas.ufrj.br/index.php/rl/article/view/17481 >. Acesso em: 07 abr. 2019. DOI: 10.31513/linguistica.2018.v14n2a17481.

OU

Ex. opção 2: FONTANILLE, Jacques. Práxis e enunciação: Greimas herdeiro de Saussure. Gragoatá, Niterói, v. 22, n. 44, p. 986-1004, dez. 2017. ISSN 23584114. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.22409/gragoata.2017n44a968 >. Acesso em: 07 abr. 2019.

j) Caso haja mais de uma referência bibliográfica de um mesmo autor nas Referências, a segunda entrada do autor deve-se substituir o nome do autor por uma linha contínua, equivalente a seis traços underline/underscore.

Ex:
BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.
______. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. 4. ed. São Paulo: Hucitec, 1998.

k) Em caso de autor com mais de uma obra no mesmo ano,  acrescentar uma letra em minúscula, ordem alfabética (a, b, c...), após a data, sem espaço

Ex.:
FREUD, Sigmund. O ego e o id. Rio de Janeiro: Imago, 1997a. 68p.
______. Três ensaios sobre a teoria da sexualidade. Rio de Janeiro: Imago, 1997b. 120p.

l) Para os demais casos, recomenda-se consulta direta ao texto das normas da ABNT NBR 6023:2018.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  2. O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  3. URLs para as referências foram informadas quando possível.
  4. Formatação: fonte Times New Roman, corpo 12, espaço duplo (inclusive as notas de final de texto e as referências bibliográficas), margens de 2,5 cm.
  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  6. Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
 

Declaração de Direito Autoral

Autores que publicam na Revista Linguítica concordam com os seguintes termos:

Os autores mantêm os direitos e cedem à revista o direito à primeira publicação, simultaneamente submetido a uma licença Creative Commons que permite o compartilhamento por terceiros com a devida menção ao autor e à primeira publicação pela Revista Linguítica.

Os autores podem entrar em acordos contratuais adicionais e separados para a distribuição não exclusiva da versão publicada da obra (por exemplo, postá-la em um repositório institucional ou publicá-la em um livro), com o reconhecimento de sua publicação inicial na Revista Linguítica.


Licença Creative Commons
Revista Linguítica é uma revista do Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFRJ e se utiliza da Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC-BY-NC)

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.