Propriedades discursivas dos indefinidos e dos singulares nus no Português Brasileiro: um estudo de produção

Ohanna Teixeira Barchi Severo

Resumo


Este artigo investiga as propriedades referenciais de singulares nus no Português Brasileiro. A literatura sobre referencialidade no Espanhol sugere que indefinidos, mas não singulares nus, podem estabelecer e introduzir novos referentes no discurso. Por essa razão, é sugerido que pronomes podem ser expressões anafóricas de indefinidos, mas não de singulares nus. Apenas DPs plenos podem, por hipótese, ser expressões anafóricas de singulares nus (Oggiani, 2011; Aguilar-Guevara, 2014). Em um estudo de produção, eu investigo se isso acontece no Português Brasileiro. Os resultados sugerem que DPs plenos são as expressões anafóricas preferidas tanto para singulares nus, quanto para indefinidos no Português Brasileiro.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.31513/linguistica.2018.v14n2a17530.


Palavras-chave


Conhecimento compartilhado, Referencialidade, Singulares nus, Semântica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: