Aquisição da linguagem e composicionalidade aspectual

Gisely Gonçalves de Castro, Arabie Bezri Hermont

Resumo


Este artigo examina a relação entre o aspecto gramatical e o aspecto semântico no processo de aquisição da linguagem a partir da proposta da composicionalidade aspectual de Verkuyl (2005). A hipótese formulada para explicar o padrão de correlação averiguado foi a de que ele resulta de uma interpretação composicional do aspecto. Os resultados alcançados foram os seguintes: (i) os verbos [-ADDTO] tiveram marcação imperfectiva; (ii) os verbos [+ADDTO] tiveram marcação perfectiva; (iii) os SVs [+ADDTO, -SQA] tenderam à marcação imperfectiva; e (iv) os SVs [+ADDTO, +SQA] tiveram marcação perfectiva. Os padrões encontrados nos dados indicam uma interpretação composicional do aspecto. 

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.31513/linguistica.2018.v14n3a19778


Palavras-chave


Aspecto Semântico; Aspecto Gramatical; Composicionalidade Aspectual; Aquisição da linguagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Linguítica 

é membro das seguintes associações:

Abec CrossRef

 

e está indexada nas seguintes bases de dados/catálogos/diretórios: